Image

Dacia transforma o novo Duster em picape com motor a diesel e tração 4×4

23

out
2020

Embora a Renault Duster Oroch seja vendida no Brasil (entre outros países da América do Sul e da África), a Dacia teve de recorrer a uma empresa especializada em conversão de veículos para criar uma picape baseada no Duster.

O projeto desenvolvido em parceria com a Romturingia utiliza a nova geração do SUV para criar uma picapinha de cabine simples voltada ao uso comercial. O resultado é uma caçamba de 1,65 metro de comprimento, 1.000 litros de volume e 500 kg de capacidade de carga.

Para efeito de comparação, a caçamba da Oroch é 30 centímetros mais curta e tem volume de apenas 683 litros em razão da cabine dupla para até cinco ocupantes. No entanto, a picape brasileira pode carregar 150 kg a mais que a romena.

VEJA TAMBÉM:
Teste: novo Renault Duster mostra evolução mesmo com motor fraco
Novo Renault Duster ganha versão furgão na Europa
Renault Duster Oroch feita no Brasil ganha versão 4×4 na Argentina

Sob o capô, a picape Duster é equipada com o motor BlueDCi 1.5 turbodiesel de 115 cv de potência e bons 26,5 kgfm de torque a 2.000 rpm. O câmbio manual de seis marchas gerencia essa força às quatro rodas por meio do sistema de tração 4×4.

A média de consumo declarada é de ótimos 20,4 km/l em ciclo combinado (cidade e estrada).

Assim como a Oroch fabricada no Brasil, a picape Duster utiliza suspensão traseira independente multilink. Para facilitar a transposição de terrenos mais acidentados, a altura livre do solo é de 22,4 centímetros.

A picape é vendida em versão única por salgados 22.546 euros (R$ 150.450 na cotação atual), cerca de 4 mil euros mais cara que o Duster com a mesma motorização. O modelo está disponível apenas na cor branca, mas equipada de série com airbags frontais e laterais, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e rodas de liga leve de 16 polegadas.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.