Image

Atrasado no Brasil, novo Nissan Sentra estreia na Argentina com motor antigo e frenagem autônoma

20

out
2020

Com a estreia no Brasil adiada para o ano que vem devido à pandemia, o novo Nissan Sentra acaba de ser lançado na Argentina. Totalmente renovado, o sedã médio desembarca no país vizinho importado do México apostando no belo visual e no pacote de equipamentos repleto de assistências de condução.

Nesta geração, o Sentra passa a ser feito a partir da plataforma modular CMF-C/D, utilizada em modelos médios da Aliança Renault-Nissan (entre eles o novo Mégane).

O sedã ganhou alguns centímetros em relação ao antecessor, passando a medir 4,64 metros de comprimento (+1 cm), 1,81 m de largura (+5 cm) e 2,71 m de distância entre-eixos (+1 cm). A altura, no entanto, foi reduzida em 5 cm (1,45 m). Curiosamente, a capacidade do porta-malas diminuiu de 503 para 405 litros.

Além do visual “acupezado”, a nova plataforma permitiu ao novo Nissan Sentra trocar a antiga suspensão traseira de eixo de torção por um conjunto independente multilink – mesmo sistema utilizado nos rivais Honda Civic e Toyota Corolla.

Para o mercado argentino serão disponibilizadas as versões Advance, SR e Exclusive, sendo que apenas a primeira terá a opção de câmbio manual de seis marchas. As demais serão sempre equipadas com a transmissão automática CVT.

Os preços começam em 1.890.000 pesos (cerca de R$ 137.200 na cotação atual) para o Sentra Advance manual, subindo a 1.995.000 pesos (R$ 144.850) com o acréscimo da caixa automática.

A variante SR CVT parte de 2.435.000 pesos (R$ 176.800), enquanto a topo de linha Exclusive CVT começa em 2.450.000 (R$ 177.900).

Todas as versões são equipadas de série com direção elétrica, ar-condicionado, faróis principais e de neblina em LED com ajuste automático do facho alto, chave presencial, central multimídia com tela de 8 polegadas e integração com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay, câmera traseira com detecção de movimento, 6 airbags, Isofix, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, alerta de colisão frontal com frenagem autônoma de emergência, sensor de ponto cego, assistente de mudança involuntária de faixa e alerta de tráfego cruzado.

VEJA TAMBÉM: Novo Nissan Versa finaliza testes para estrear no Brasil em novembro

A partir da configuração SR, o sedã conta com teto solar elétrico, sensor de pressão dos pneus, GPS integrado, sistema de som Bose e câmera em 360º Já a variante Exclusive acrescenta controle de cruzeiro adaptativo.

Como no SUV Kicks, a Nissan ainda oferece o teto pintado de preto para contrastar com a cor da carroceria.

Apesar do bom nível de tecnologia, o novo Sentra ainda não é comercializado na América Latina com motorização turbo. O sedã é movido pelo 2.0 naturalmente aspirado a gasolina, que entrega 147 cv de potência e 20 kgfm de torque – uma versão atualizada e com 7 cv extras do motor do modelo anterior.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.