Image

Volkswagen Taos: confira os detalhes da primeira unidade produzida na Argentina

19

out
2020

O novo Volkswagen Taos foi apresentado na semana passada, mas a marca mostrou o SUV apenas em imagens digitalizadas. O jornalista Carlos Cristófalo, editor do site Argentina Autoblog, aproveitou uma prévia para a imprensa local e fotografou em detalhes a primeira unidade do SUV produzida na fábrica de General Pacheco.

O Taos será lançado na América do Sul em maio do ano que vem, prometendo uma disputa bastante acirrada contra o Jeep Compass e o também inédito Toyota Corolla Cross.

Na gama de SUVs da Volks, ele ficará posicionado entre o brasileiro T-Cross e o mexicano Tiguan AllSpace, atuando numa faixa de preços estimada entre R$ 130 mil e R$ 160 mil, dependendo do nível de equipamentos.

Desenvolvido a partir da plataforma modular MQB, o Volkswagen Taos mede 4,46 metros de comprimento, 1,84 m de largura, 1,63 m de altura e 2,68 m de distância entre-eixos. O seu porta-malas acomoda 455 litros de bagagem.

Para efeito de comparação, o Compass tem 4,41 m de comprimento, 1,82 m de largura, 1,61 m de altura e entre-eixos de 2,64 m. O compartimento de bagagem do Jeep leva 410 litros.

Para a América Latina, o desenho do Taos foi atualizado com faróis mais estreitos, interligados por duas finas faixas de LED que se estendem pela grade. Os para-choques têm aparência mais robusta, incluindo duas aberturas que simulam falsas saídas de escape na traseira.

VEJA TAMBÉM:
Toyota Corolla Cross: SUV é registrado no Brasil para brigar com Jeep Compass e VW Taos

A unidade pré-série fotografada por Cristófalo conta com rodas de liga leve de 19 polegadas com acabamento escurecido, calçadas em pneus Goodyear Wrangler de perfil baixo (235/45 R19) totalmente voltado para o uso no asfalto. O Argentina Autoblog diz que o SUV também terá a opção de um conjunto de 18 polegadas.

O interior segue o estilo sóbrio dos modelos atuais da Volkswagen. O painel é idêntico ao do sedã médio Jetta, com direito a uma faixa horizontal revestida de couro e com iluminação ambiente em LED. O volante é o mesmo lançado no Nivus, enquanto a manopla de câmbio com caracteres iluminados foi herdada do T-Cross.

Os bancos do carro mostrado aos jornalistas argentinos possui bancos dianteiros revestidos de couro preto com uma faixa bege. Já a saída de ar-condicionado com porta USB para o banco traseiro deverá ser de série na versão de produção.

A configuração mais cara seguirá o nível de equipamentos do Nivus Highline, oferecendo painel digital Active Info Display, teto solar panorâmico e o pacote de assistências de condução, com sensor de ponto cego, assistência de permanência em faixa, controle de cruzeiro adaptativo, frenagem autônoma de emergência com detecção de pedestres e faróis de LED adaptativos.

A variante mais completa também terá ar-condicionado digital de duas zonas, sensor de chuva, lanternas de LED, além da central multimídia VW Play desenvolvida no Brasil (indisponível no modelo que será exportado do México para os Estados Unidos).

Todas as configurações deverão ter seis airbags de série, além de controles de estabilidade e tração.

O Taos que virá da Argentina será movido pelo conhecido motor 1.4 turbo flex fabricado em São Carlos (SP). O propulsor, que entrega 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, será combinado ao câmbio automático de 6 marchas.

No entanto, uma variante de caráter esportivo, dotada do motor 2.0 turbo a gasolina de 230 cv, tração integral e câmbio automatizado DSG de dupla embreagem e 6 velocidades, também está cotada para chegar mais adiante.

Fotos: Carlos Cristófalo / Argentina Autoblog

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.