Image

Ford Fusion teve a produção encerrada em julho para dar lugar ao SUV Bronco Sport

07

ago
2020

Conforme antecipado pelo Carsale em abril, quando concessionárias confirmaram o fim das importações, o Ford Fusion teve a produção definitivamente encerrada no dia 31 de julho, no México.

Desinteressada nas demais categorias de carros de passeio, a Ford priorizará o desenvolvimento de SUVs, segmento com crescente demanda em todo o mundo – além de picapes, categoria na qual é líder mundial.

“Como prometido, a Ford está se reinventando para atender as preferências do consumidor e expandir o seu negócio na América do Norte com um portfólio baseado em SUVs, como os novos Bronco, Bronco Sport, o elétrico Mustang Mach-E, além das novas versões do Escape e Explorer. O fim da produção do Fusion em 31 de julho estava previsto nessa mudança”, disse Sam Schembari, porta-voz da Ford, ao site Ford Authority.

O recém-apresentado Bronco Sport ocupará o lugar na linha de produção na fábrica mexicana e a faixa de preços do Fusion. Inclusive, o SUV é cotado para estrear no mercado brasileiro em 2021, onde brigaria com o Jeep Compass pela liderança entre os SUVs médios.

Antes de ser retirado do site da Ford, o Fusion era oferecido nas versões SEL (R$ 149.900) e Titanium (R$ 179.900), ambas equipadas com a motorização EcoBoost 2.0 turbo a gasolina. A topo de linha Titanium Hybrid saía por R$ 182.990.

Em 2019, o Fusion vendeu no Brasil apenas 832 unidades, segundo a Fenabrave (associação de concessionárias). Entre janeiro e março deste ano, o sedã registrou ínfimos 13 emplacamentos, indicando o fim dos estoques.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.