Image

Toyota Corolla Cross, que será lançado no Brasil em 2021, é apresentado na Tailândia

08

jul
2020

A Toyota revelou na noite desta quarta-feira (8), na Tailândia, o aguardado Toyota Corolla Cross. O SUV derivado do sedã Corolla será lançado no Brasil no primeiro semestre de 2021 mirando o Jeep Compass como principal concorrente.

Em sua versão nacional, o Corolla Cross será fabricado em Sorocaba (SP) usando a plataforma modular TNGA do sedã Corolla como base estrutural. O SUV mede 4,46 metros de comprimento, 1,82 m de largura e 1,62 m de altura. O porta-malas de 487 litros tem a capacidade reduzida para 440 litros no caso das versões equipadas com estepe de uso temporário acomodado no assoalho.

A distância entre-eixos de 2,64 m é idêntica à do CH-R (SUV derivado da mesma plataforma vendido na Europa e Japão), porém, 6 centímetros menor que a do Corolla.

Na Tailândia, o Corolla Cross será vendido com motorizações aspiradas de 1.8 litro e tração dianteira. A convencional entrega 140 cv de potência e 18 kgfm de torque, atrelada a um câmbio automático CVT com simulação de sete marchas. Já a variante híbrida é combinada a um propulsor elétrico e à transmissão E-CVT para gerar 98 cv e 15 kgfm.

Para o Brasil estão cotadas as mesmas motorizações do Corolla: híbrida de 123 cv de potência, formada pelo motor 1.8 flex combinado a um propulsor elétrico, e a 2.0 flex com injeção direta de até 177 cv.

Ambas são gerenciadas por transmissões automáticas de variação contínua (CVT), sendo que na 2.0 flex o câmbio simula 10 marchas.

O nível de equipamentos também deverá ser idêntico ao do Corolla, oferecendo central multimídia com tela tátil de 9 polegadas e compatibilidade com os sistemas Android Auto e Apple Car Play, câmera de ré, ar-condicionado automático, faróis de LED, etc. Sensor de ponto cego, controle de cruzeiro adaptativo e teto solar poderão ser disponibilizados em versões topo de linha.

Foto: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.