Image

Duas montadoras chinesas têm interesse na fábrica da Ford em São Bernardo do Campo

28

mai
2020

Desativada em outubro de 2019 após 52 anos de operações, a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) recebeu uma nova proposta de compra de suas instalações.

Rogelio Golfarb, vice-presidente da Ford na América do Sul e Brasil, disse em entrevista à agência Auto Data que existe mais um grupo empresarial interessado na antiga unidade fabril no Grande ABC.

“Recebemos grupos interessados, alguns automotivos, outros não automotivos. Estamos avaliando esses interesses que existem, sim, mas nada a ponto de dizermos um potencial comprador. Não chegamos nessa fase”, disse o executivo.

Entretanto, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC confirmou que são três empresas interessadas na antiga fábrica da Ford: duas chinesas do setor automotivo e uma da área de logística (provavelmente nacional).

+ Fim da linha: este é o último Ford Fiesta fabricado no Brasil após 23 anos

Antes dessas três propostas, o Grupo CAOA (controlador da chinesa Chery no Brasil) era o favorito a adquirir a fábrica. A empresa manifestou interesse no local para produzir carros da Changan, porém, o negócio não foi para frente.

Pouco depois, surgiu o interesse da Foton, empresa chinesa que fabrica caminhões em Caxias do Sul (RS).

Em janeiro deste ano, a também chinesa BYD fez uma proposta pela fábrica, possivelmente para expandir a produção de caminhões e ônibus elétricos. Atualmente, a empresa mantém operações em Campinas (SP).

Segundo a Auto Data, a Ford e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC se reunirão daqui três semanas para discutir a possibilidade de venda da fábrica de São Bernardo do Campo. Cerca de 600 trabalhadores que integravam o quadro de funcionários da Ford esperam um desfecho com a esperança de serem reintegrados pelo comprador.

Foto: Divulgação

Tags

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.