Image

Confirmado para estrear no Brasil no segundo semestre, Ford Territory é reestilizado na China

26

mai
2020

Confirmado para estrear no Brasil no segundo semestre, o Ford Territory sofreu a primeira atualização visual na China, onde é fabricado desde 2018.

Rebatizado como Territory S para se diferenciar do modelo antigo, o SUV médio concentra as maiores mudanças na dianteira: nova grade frontal, faróis de LED matriciais com máscara negra e acabamento preto brilhante no lugar dos cromados.

Além das novas rodas de liga leve, as lanternas traseiras foram atualizadas com novo arranjo da iluminação de LED.

Ao menos para o mercado chinês, o acabamento interno com apliques imitando madeira é combinado a novos revestimentos. A central multimídia com comandos por voz também foi atualizada, mas conta com interface diferente do sistema SYNC dos Ford vendidos no ocidente. Segundo a fabricante, o ar-condicionado possui purificador com íons.

Sob o capô, no entanto, não há novidades. O motor 1.5 turbo a gasolina com injeção direta, de origem Mitsubishi, entrega 145 cv de potência e 23 kgfm de torque. A transmissão é automática de variação contínua (CVT).

Uma versão topo de linha é oferecida com o sistema híbrido leve de 48 volts, que usa um alternador de grande capacidade para recarregar a bateria, alimentar o sistema elétrico, além de aliviar o esforço do motor a combustão em determinadas situações. De acordo com a Ford, o Territory com essa tecnologia tem consumo médio de 15,9 km/l (as demais versões fazem 14,9 km/l).

É possível que o Territory seja lançado no Brasil já com essas mudanças, incluindo a adaptação do motor 1.5 turbo para rodar com etanol.

A Ford posicionará o SUV para competir com o Jeep Compass, apostando num robusto pacote tecnológico, que incorpora assistências de condução semiautônomas, como controle de cruzeiro adaptativo e assistente de estacionamento automático.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.