Image

Como conservar o carro parado durante a quarentena

09

abr
2020

A maioria dos motoristas tem deixado seus carros guardados na garagem devido o isolamento social decorrente da pandemia do novo coronavírus, por isso o CESVI Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária) dá dicas para evitar danos em automóveis parados por muito, como poupar a bateria, manter os pneus calibrados e o tanque abastecido, entre outras orientações.

“Os carros mais antigos precisam de uma atenção maior porque exigem manutenção mais frequente. O desgaste da bateria torna-se o ponto mais sensível nessas situações”, explica Pedro Alves, analista técnico da área de Pesquisa e Desenvolvimento do CESVI Brasil.

  • Limpeza interna: com um pano úmido, tire a poeira do painel e, até mesmo, o acúmulo de sujeira entre os bancos. Assim, dificulta-se a entrada de insetos.
  • Limpeza externa: é importante para preservar a pintura do veículo. Utilize sabão neutro e certifique-se de que removeu por completo todo o sabão aplicado na carroceria. Em seguida, seque com um pano de microfibra para não arranhar a pintura.
  • Bateria: não é recomendável apenas ligar o carro na garagem. O ideal é movimentar o automóvel como um todo, pois todas as peças do conjunto serão trabalhadas ao mesmo tempo.

Atenção:

  • Se a bateria tem predisposição de descarregar e fica muito tempo desligada, nessa situação, ficará danificada por completo.
  • Outra dica é não acionar o alarme se o veículo estiver em um local seguro. Esse tipo de acessório consome carga da bateria, mesmo que seja mínimo.
  • Conjunto: rode com o carro, no mínimo, uma vez por semana por 20 minutos. Dessa forma, poupa-se seu desgaste e de diversos componentes e fluidos do veículo, como mangueiras, líquido de arrefecimento, óleo do motor, entre outros.
  • Abastecimento: quando a gasolina fica muito tempo parada pode perder a sua proporção, principalmente, se o veículo ficar exposto ao sol. O etanol tem durabilidade de resistência um pouco maior na sua octanagem. Orienta-se não deixar o veículo com o tanque muito cheio. Assim, o combustível não perde muito a sua proporção e não entupirá os bicos injetores, por exemplo.
  • Pneus: o ideal é ultrapassar a calibragem em 20% a 30% do usual de cada veículo. Assim, se os pneus costumam rodar com 30 libras, o recomendável é deixá-los com 35 libras a 40 libras. Dessa forma, vão demorar um pouco mais para murchar. Outra dica importante é movimentar o veículo na garagem, se houver espaço, para não acumular peso em uma única porção dos pneus.
  • Proteção: Colocar capa no veículo nem sempre é a melhor forma de conservar a pintura. Mas, nesses casos, a dica é comprar um produto feito de materiais de qualidade e de marcas reconhecidas. É preferível deixar o veículo na sombra para que não ocorra desgaste da capa exposta ao sol.