Image

Nova Fiat Strada Working terá visual basicão com rodas de aço e para-choques pretos

31

mar
2020

Com o lançamento adiado de abril para o segundo semestre devido a pandemia do coronavírus, a nova Fiat Strada teve imagens de patente registradas no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

As fotos revelam que a versão de entrada Working cabine dupla, destinada ao trabalho, terá visual bem simples, com para-choques, retrovisores e maçanetas externas sem pintura, além de rodas de aço sem calotas – estilo confirmado no exemplar de cabine simples fotografado na fábrica da Fiat em Betim (MG).

Outra variante “trabalhadora” equipada com o motor Fire 1.4 8V de até 88 cv de potência e câmbio manual de cinco marchas, a Strada Endurance substituirá a atual Hard Working. Nesse caso, a picape já traz para-choque dianteiro pintado na cor da carroceria. Direção elétrica, ar-condicionado, preparação para som e porta-escada deverão ser itens de série da versão.

A partir da configuração Freedom, a nova Strada passa a ser movida pelo motor Firefly 1.3 flex de até 109 cv de potência. Vidros e travas com acionamento elétrico, capota marítima, rodas de liga leve e pneus de uso misto serão acrescidos à lista de equipamentos de série.

Por fim, a versão topo de linha Volcano terá visual mais incrementado, com rodas exclusivas e iluminação diurna de LED nos faróis e rack de teto. Bancos de couro, central multimídia Uconnect, entre outros itens, estão previstos à variante mais cara.

A nova Strada será lançada somente com câmbio manual de cinco marchas, mas uma caixa automática CVT também está cotada para equipar a picape a partir de 2021.

O novo motor 1.0 turbo que será feito em Betim (MG) também deverá ser oferecido na picape futuramente.

Visual inspirado na Toro não é mera coincidência

Embora a Fiat não tenha divulgado os dados técnicos, a picape está ligeiramente maior que o modelo antigo, tanto que a configuração de cabine dupla terá quatro portas e visual inspirado na Toro. A picape terá apoios de cabeça e cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes para atender os novos requisitos da legislação.

A plataforma combina elementos estruturais do Argo e do Fiorino, mantendo a robusta suspensão traseira de feixes de molas semielípticas e eixo rígido em formato ômega para garantir capacidade de carga na casa dos 700 kg.

A nova arquitetura será feita com aços mais resistentes para aumentar a rigidez da carroceria, além de permitir a introdução de novas tecnologias, como controle de estabilidade e assistência de partida em rampa.

Velha Strada Working será mantida

Apesar do flagra da versão de trabalho da nova Strada, a Fiat manterá em linha o modelo atual por mais algum tempo.

A versão de entrada Working de cabine simples com motor 1.4 de 88 cv (parte de R$ 54.990) é justamente a escolhida para conviver com a nova geração, uma vez que as demais configurações serão descontinuadas.

Por conta da robustez, baixo custo de manutenção e boa liquidez no mercado de usados, a Strada Working cabine simples é bastante procurada para o uso comercial – tem capacidade de carga de 705 kg.

A veterana picape deverá ser mantida em produção, pelo menos, até 2022, quando entrará em vigor a lei que exige os controles de estabilidade e tração em todos os veículos novos vendidos no país.

Lançada em outubro de 1998, a Strada completou recentemente 21 anos de vendas no mercado brasileiro. Em 2000, a picape assumiu a liderança do segmento e foi uma das atrações da Fiat no Salão do Automóvel de São Paulo como um dos integrantes da família Palio.

Fotos: INPI e Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.