Image

Fiat Prêmio: sedã do Uno lançado no Brasil há 35 anos fez sucesso na Europa

26

mar
2020

No dia 26 de março de 1985, há exatos 35 anos, a Fiat lançava no Brasil o Prêmio, a versão três-volumes do Uno que chegava para brigar no segmento de sedãs compactos contra Chevrolet Chevette e Volkswagen Voyage.

O Prêmio foi o primeiro carro nacional a oferecer o computador de bordo, que mostrava em um display a autonomia e as médias de consumo e velocidade do veículo.

Além disso, estreou no Brasil o motor 1.5 Sevel, que rendia 71,4 cv de potência e torque de 12,3 kgfm com etanol. Mesmo pesando 13 kg a mais que o Uno SX, prêmio entregava desempenho idêntico ao do hatch.

A suspensão macia, o bom espaço interno e o porta-malas de 530 litros de capacidade eram algumas das qualidades do Prêmio. O compartimento de bagagem tinha a maior capacidade da época pelo fato de não carregar o estepe, que ficava alojado no cofre do motor.

Outra vantagem em relação aos concorrentes era a opção de carroceria de quatro portas, numa época em que a concorrência só oferecia sedãs de duas portas devido a peculiar preferência do mercado brasileiro.

Desenvolvido no Brasil, o Prêmio também foi comercializado em países da América Latina e Europa com o nome Duna. O sedã chegou a ser um dos modelos mais na Itália, terra natal da Fiat.

Em seus dez anos de comercialização no Brasil, o Prêmio teve quase 180 mil unidades comercializadas.

Fotos: Estúdio Cerri / Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.