Image

Única Volkswagen Saveiro da Europa é vendida a preço de Amarok

19

mar
2020

A Volkswagen exporta a Saveiro fabricada no Brasil para outros países da América Latina há quase 40 anos, mas na Europa oferece modelos mais modernos, como o furgão Caddy, na linha de veículos comerciais.

Apesar disso, uma loja da Holanda está vendendo o único exemplar conhecido da picapinha em solo europeu por 29.500 euros (cerca de R$ 155.700 na cotação atual). Segundo a revenda, o preço da exclusividade é negociável.

Com essa quantia é possível comprar, entre muitas opções, um moderno Golf de oitava geração – parte de 27 mil euros (R$ 142.500) – só para citar um modelo vendido pela Volkswagen na Europa.

Com o valor do preço convertido em reais dá quase para sair de uma concessionária Volkswagen no Brasil a bordo de uma Amarok SE cabine dupla com motor 2.0 biturbo a diesel de 180 cv e câmbio manual de seis marchas (R$ 158.580).

Por aqui, uma Saveiro novinha em folha não passa dos R$ 89.440 pedidos pela versão mais cara, a Cross cabine dupla com motor MSI 1.6 de 16 válvulas de até 120 cv, transmissão manual de cinco velocidades e pintura metálica.

Antes de chegar à Europa, a Saveiro teve de viajar do Brasil até Curaçao, onde é vendida pela Volkswagen. Do país caribenho, pertencente ao território holandês, a picapinha cruzou o Oceano Atlântico (provavelmente a bordo de um navio) até desembarcar na cidade de Hellevoetsluis.

O anúncio não informa o ano de fabricação e nem a versão, mas a única Saveiro da Europa aparenta ser da versão Highline fabricada até 2019. Equipada com o motor VHT 1.6 de 8 válvulas de 101 cv (por lá roda apenas com gasolina) e câmbio manual de cinco marchas, a picape ostenta apenas 213 quilômetros rodados no hodômetro.

Ela ainda conta com airbags frontais, freios com ABS, direção hidráulica, ar-condicionado, rádio CD player com MP3 e USB, capota marítima, rodas de liga leve, além de manual do proprietário e chave reserva.

Fotos: Reprodução internet

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.