Image

Prestes a lançar o Nivus, Volkswagen muda equipamentos e aumenta preços do T-Cross

18

mar
2020

Após mexer na lista de equipamentos de Polo e Virtus Highline na linha 2021, a Volkswagen promoveu mudanças de conteúdo (e preços) na gama do SUV T-Cross enquanto prepara o lançamento do SUV cupê Nivus – previsto para maio, mas correndo o risco de ser adiado para o segundo semestre devido às restrições da pandemia do coronavírus.

Como na dupla Polo e Virtus, o painel digital Virtual Cockpit e a central multimídia Discover Media com tela tátil de 8 polegadas deixam de ser vendidos como opcionais para integrarem a lista de itens de série. No caso do T-Cross, estão disponíveis a partir da versão intermediária Comfortline 200 TSI, que passa a custar R$ 106.790 (aumento de R$ 6.800).

Bancos de couro e o pacote Sky View II (teto solar panorâmico, sensor de chuva, faróis com acendimento automático e retrovisor interno antiofuscante) continuam sendo oferecidos como opcionais por R$ 1.970 e R$ 4.850, respectivamente.

Já a versão Highline 250 TSI teve o preço inicial reajustado em R$ 5 mil, passando a custar a partir de R$ 114.990 e mantendo como opcionais o teto solar panorâmico (R$ 4.850) e o pacote Tech & Beats (adiciona assistente de estacionamento, faróis de LED e sistema de som Beats por mais R$ 6.100).

A configuração topo de linha ainda pode receber o teto pintado de preto por R$ 1.920 extras.

As motorizações flex seguem inalteradas: 1.0 turbo de até 128 cv no T-Cross Comfortline e 1.4 turbo de 150 cv na Highline, sempre combinadas ao câmbio automático de seis marchas.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.