Image

GM antecipa que não participará do Salão do Automóvel em 2021

09

mar
2020

Dias após a organização e a Anfavea (associação das montadoras) anunciarem o adiamento da edição deste ano do Salão do Automóvel de São Paulo, a General Motors comunicou que também não participará do evento em 2021.

Veja abaixo a nota na íntegra:

A marca aposta cada vez mais no marketing digital e em uma jornada do consumidor totalmente customizável, concentrando seus investimentos em formatos inovadores de comunicação. Com isso, a Chevrolet reitera sua decisão de não participar de eventos com formatos analógicos como o Salão do Automóvel de São Paulo e informa que a participação no mesmo evento em 2021 também está descartada.

Nem mesmo a promessa de mudar o formato do salão convenceu a GM a participar do evento, que vem perdendo espaço para novas formas de divulgação de produtos.

O adiamento do Salão de São Paulo retrata o difícil momento dos salões automotivos mundo afora. Feiras tradicionais, como as de Frankfurt (Alemanha), Paris (França) e Tóquio (Japão) vêm sofrendo baixas com as ausências de montadoras por razões financeiras.

Neste ano, os salões de Genebra (Suíça) e Pequim (China) foram cancelados devido a epidemia do coronavírus.

No caso de São Paulo, a maior queixa das montadoras é justamente o alto custo de locação, montagem e logística dos estandes. Os valores podem variar entre R$ 4 milhões a R$ 20 milhões, dependendo da infraestrutura.

Fotos: Divulgação Salão do Automóvel