Image

Volkswagen T-Cross 1.4 TSI supera Golf GTI em torque com preparação da Oettinger

17

fev
2020

O Volkswagen T-Cross Highline (parte de R$ 109.990) é a única versão do SUV equipada com o motor 1.4 turbo flex, que rende suficientes 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque. Mas a Strasse, filial da preparadora alemã Oettinger no Brasil, oferece um upgrade de R$ 13.900 que eleva consideravelmente esses números.

Segundo a empresa, a preparação muda os parâmetros do motor, aplicando maior pressão no turbocompressor e alterando o gerenciamento da refrigeração e das trocas de marchas do câmbio automático de seis marchas. Com isso, o 1.4 turbo passa a entregar 200 cv de potência e 37,7 kgfm de torque.

Para efeito de comparação, o 2.0 turbo a gasolina que equipa os esportivos Golf GTI e Jetta GLI gera 230 cv e 35,7 kgfm.

Apesar da preparação, o T-Cross Oettinger não teve um ganho expressivo de desempenho. A aceleração de 0 a 100 km/h está apenas 0,3 segundo mais rápida (8,4 segundos), enquanto a velocidade máxima subiu 12 km/h (210 km/h).

Outra comparação: o Honda HR-V Touring, originalmente equipado com um motor 1.5 turbo a gasolina de 173 cv e 22,4 kgfm, fez 8,09 segundos em nossos testes de pista no comparativo contra o T-Cross Highline.

Segundo a Strasse, essa é a primeira preparação da Oettinger para motores flex. O desenvolvimento levou sete meses para ser concluído e aprovado pela empresa na Alemanha.

Clientes a até 500 km de distância de São Paulo podem solicitar o serviço sem a necessidade de enviar o carro à oficina da preparadora. A modificação, oferecida por R$ 12.900 até o final de março, tem certificado oficial garantia de dois anos.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.