Image

Fracasso de vendas, Mercedes-Benz Classe X sairá de linha menos de três anos após o lançamento

29

jan
2020

Apresentada em 2017, a Mercedes-Benz Classe X sairá de linha antes de completar três anos de vida. A Daimler decidiu encerrar a produção da picape média na Espanha até maio, pois pretende descontinuar modelos que dão prejuízo. Em junho do ano passado, a empresa chegou a revelar que eliminou previsões de lucro de meses anteriores.

A Classe X foi criada a partir da plataforma da atual geração da Nissan Frontier com o objetivo de inserir a Mercedes-Benz no concorrido mercado de picapes médias, mas nunca vendeu o esperado. Em 2019, foram apenas 8 mil unidades comercializadas – menos da metade dos 20 mil exemplares vendidos no ano anterior.

Esse número representa 21% da produção total da fábrica da Nissan em Barcelona no ano passado, contabilizando as picapes Frontier, Renault Alaskan e Mercedes Classe X, além da van elétrica Nissan e-NV200. A unidade tem capacidade para fazer 200 mil veículos por ano para abastecer a Europa, Austrália, África do Sul e Chile.

A Mercedes-Benz tinha planos de produzir a Classe X na Argentina para vendê-la na América Latina – protótipos até foram flagrados em teste no Brasil – mas desistiu da ideia por conta do atual cenário econômico do país vizinho.

Além disso, a marca alemã teria se desentendido com a Nissan por não concordar com os valores pedidos pela fabricante japonesa por cada unidade montada após exigir melhorias na produção da picape ainda na fase pré-série.

Embora compartilhe o chassi com a Nissan Frontier e a Renault Alaskan, a Classe X usa uma carroceria própria, além de peças de acabamento mais refinadas herdadas dos carros da Mercedes-Benz. O motor V6 turbodiesel também é exclusivo.

A Classe X custa na Alemanha a partir de 48.790 euros (cerca de R$ 219.200 em conversão direta) na versão X350 Progressive Edition, chegando a 58.683 euros (R$ 263.660) na variante X350 Power.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.