Image

Dacia apresenta Duster que pode rodar mais de 1.000 km com gasolina e gás de cozinha

14

jan
2020

A Dacia, subsidiária de baixo custo da Renault na Europa, apresentou no Salão de Bruxelas (Bélgica) uma versão bicombustível do novo Duster (que será lançado no Brasil nos próximos meses) capaz rodar com gasolina ou gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido por aqui como gás de cozinha. Para isso, o SUV adota o motor TCe 100 Eco-G, que também será oferecido em outros modelos da marca romena nos próximos meses.

De acordo com a fabricante, o propulsor é uma derivação do 1.0 turbo de três cilindros de 100 cv de potência lançado no ano passado. Rodando com GLP, o motor entrega 1 kgfm de torque a mais (chegando a 17,3 kgfm) e emite 10% menos dióxido de carbono que a variante movida apenas a gasolina.

Já a diferença no consumo é ainda maior. Segundo a Dacia, o custo por quilômetro com GLP é 30% menor se comparado a um motor a gasolina ou 8% inferior que um carro semelhante a diesel.

Com os dois tanques cheios, o Duster TCe 100 Eco-G pode rodar mais de mil quilômetros antes reabastecer.

Como nos carros convertidos para rodar com gás natural veicular (GNV) aqui no Brasil, o Duster europeu usa um tanque para cada combustível. O motorista pode escolher um deles apertando um botão. Quando o cilindro de GLP está vazio, o sistema muda automaticamente para a gasolina.

O tanque de GLP é feito de aço reforçado e fica instalado no compartimento do estepe, abaixo do assoalho, sem interferir no espaço para bagagens no porta-malas.

A Dacia destaca que o Duster TCe 100 Eco-G pode ser estacionado em garagens subterrâneas por não estar sujeito às restrições impostas a carros convertidos para o GLP na Europa. O sistema conta com válvulas de segurança, limitadores de fluxo de gás, entre outros recursos, por razões de segurança.

Outra vantagem é não estar sujeito às proibições de tráfego em períodos de grande concentração de poluentes nas grandes cidades europeias.

O modelo será lançado inicialmente na França a partir de 12.490 euros (cerca de R$ 55.850 na cotação atual), mesmo preço da versão movida apenas a gasolina.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.