Image

Fã de Fusca importa exemplar da série especial de despedida por R$ 329 mil

20

dez
2019

O Volkswagen Fusca saiu de linha pela terceira na história após a marca alemã encerrar a produção do modelo no México em meados deste ano. Para marcar o momento histórico, uma série especial de despedida foi lançada nos Estados Unidos.

Como o Fusca atual deixou de ser oficialmente vendido no Brasil em 2017, o único meio de ter um exemplar da edição comemorativa é a importação independente. E foi justamente isso que um cliente da importadora de veículos Direct Imports, sediada em São Paulo (SP), fez: encomendou um Beetle Final Edition conversível por R$ 329 mil para compor a sua coleção.

No configurador de veículos do site da Volkswagen dos Estados Unidos, um carro idêntico custa a partir de US$ 26.890, o equivalente a R$ 107 mil na cotação atual.

O carro, com visual inspirado nos Fuscas da década de 1960, é uma unidade da versão topo de linha SEL, equipada com capota de tecido marrom, ar-condicionado automático, central multimídia com GPS nativo, sensores de estacionamento, rodas de 18 polegadas, faróis bixenônio com luzes diurnas de LED e sistema de som Fender.

A motorização é a conhecida 2.0 TSI (turbo e injeção direta), porém, com 175 cv de potência e 25,4 kgfm de torque e combinada a um câmbio automático de seis marchas.

Na configuração vendida oficialmente pela Volkswagen no Brasil, o mesmo motor entregava 211 cv e 28,6 kgfm, respectivamente, e a transmissão era a automatizada DSG de dupla embreagem e seis velocidades.

“As versões especiais são muito procuradas no Brasil e, entre as poucas [unidades] ‘Final Edition’ do Beetle, um cliente fã do modelo queria a versão mais cara disponível para compor sua coleção”, explica Daniel Valerio, CEO da Direct Imports.

A primeira geração do Fusca foi produzida no México até 2003. A segunda geração, mais conhecida como New Beetle, foi descontinuada em 2011.

No Brasil, o Fusca foi montado com peças importadas da Alemanha, entre 1951 e 1959. A produção nacional durou até 1986. A pedido do então presidente Itamar Franco, o modelo foi ressuscitado entre 1993 e 1996.

O Fusca atual saiu de linha por utilizar uma plataforma antiga (a mesma das penúltimas gerações de Golf e Jetta). O modelo não está nos futuros planos da Volkswagen, que investirá em modelos baseados na moderna estrutura modular MQB, SUVs e eletrificados. No entanto, rumores da imprensa estrangeira afirmam que o “besouro” poderá ganhar uma releitura moderna na gama de carros elétricos da marca.

Fotos: Direct Imports

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.