Image

Ford banca curso de pilotagem para ensinar a domar o nervoso Mustang Shelby GT500

13

dez
2019

Se as versões convencionais do Ford Mustang já exigem que o motorista tenha alguma experiência com carros potentes para evitar barbeiragens, o recém-lançado Shelby GT500 2020 demanda ainda mais habilidade ao volante para domar seus mais de 700 cv.

Para que seus clientes possam aproveitar o Mustang Shelby GT500 com segurança, a Ford oferece gratuitamente um curso que ensina desde aulas teóricas a técnicas de pilotagem no autódromo de Charlotte, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Chamado GT500 Track Attack, o curso é o mas avançado oferecido pela Ford Performance. Instrutores da marca começam ensinando sobre as capacidade do carro na sala de aula. Na parte prática, os alunos são levados para exercícios no traçado do autódromo e em uma pista de arrancada.

No curso, que tem duração de um dia, os donos do Shelby GT500 também aprendem técnicas de aceleração, frenagem e tomadas de curva, sempre focadas no potencial dinâmico do muscle car.

“Com potência de supercarro, o novo Shelby GT500 coloca o Mustang num patamar de desempenho antes reservado aos superesportivos mais exóticos”, diz dave Pericak, diretor de Produto da Ford. “O curso é essencial para ajudar os clientes a extrair o máximo de seus carros. É uma experiência que os donos [do Shelby GT500] nunca vão esquecer”, complementou o executivo.

Os carros usados no curso são fornecidos pela própria Ford, mas os alunos podem optar por um programa adicional que utiliza exemplares do Mustang GT com freios e suspensão preparados de fábrica.

Para participar da aula, é necessário, obviamente, desembolsar US$ 74 mil (cerca de R$ 296.700 em conversão simples na cotação atual) por um Mustang Shelby GT500. O cliente só arcará com as despesas de deslocamento até Charlotte e hospedagem. O curso complementar com o Mustang GT é cobrado.

O Shelby GT500 é equipado com um motor 5.2 V8 sobrealimentado com compressor mecânico, que entrega 761 cv de potência e 85 kgfm de torque. Essa força é enviada às rodas traseiras pela transmissão Tremec de dupla embreagem e sete velocidades.

Segundo a Ford, o esportivo acelera de 0 a 100 km/h em meros 3,5 segundos e precisa de apenas 10,6 segundos para atingir os 160 km/h e parar totalmente.

Além do motor mais potente, o modelo recebeu diversas modificações voltadas à performance nas pistas: suspensão preparada, freios redimensionados, pneus Michelin Pilot Sport Cup 2, rodas em fibra de carbono, bancos Recaro, entre outros.

Fotos: Divulgação