Image

Hyundai antecipa início das vendas do novo HB20S

23

out
2019

Após iniciar as vendas do novo HB20 hatch, a Hyundai começa a atender os primeiros clientes da versão sedã HB20S que se cadastraram na fase de pré-venda. Segundo a marca, a decisão de antecipar as entregas, previstas para meados de novembro, se deve à grande procura pelo modelo desde o dia 10 de outubro.

O novo HB20S chega às concessionárias, inicialmente, nas versões Vision (1.0 MT, 1.6 MT e 1.6 AT) e Evolution (1.0 MT e 1.0 turbo AT). As variantes Diamond e Diamond Plus estarão disponíveis somente em novembro (veja os preços abaixo).

Sense 1.0 (R$ 53.390): airbags frontais, freios com ABS e EBD, Isofix, direção elétrica, ar-condicionado, volante multifuncional, painel analógico, calotas aro 14”, vidros dianteiros elétricos, banco do motorista com regulagem de altura, cintos de três pontos e encostos de cabeça para os cinco ocupantes.

Vision 1.0 (R$ 55.390): itens da Sense 1.0, mais calotas aro 15”, retrovisores com regulagem elétrica, alarme, chave canivete, vidros traseiros elétricos, porta-objetos com tampa deslizante, maçanetas externas na cor da carroceria. Opcional: central multimídia BlueMedia com entrada USB de carregamento rápido

Evolution 1.0 (R$ 58.390): itens da Vision 1.0 com central multimídia, painel de instrumentos digital, rodas de liga leve de 15”, quatro vidros elétricos com função “um toque” e abertura e fechamento pela chave, sensor de estacionamento traseiro, volante com ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado digital, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e grade dianteira cromada.

Vision 1.6 (R$ 62.590): pacote da Vision 1.0, grade dianteira cromada e central multimídia.

Vision 1.6 AT (R$ 67.390): adiciona motor 1.6 de 130 cv, câmbio automático de seis marchas, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, controle de cruzeiro, limitador de velocidade e apoio de braço para o motorista.

Evolution 1.0 turbo AT (R$ 71.790): motor 1.0 turbo de 120 cv, câmbio automático de seis velocidades e itens da Evolution 1.0

Diamond 1.0 turbo AT (R$ 76.890): pacote da Evolution 1.0 turbo, paddle shifts para trocas de marchas no modo manual, airbags laterais, chave presencial, câmera de ré, retrovisores com rebatimento elétrico, alarme com sensor de presença, faróis com acendimento automático, projetores e luz de posição em LED, volante revestido de couro, sistema start-stop, apoio de braço deslizante, banco traseiro bipartido.

Diamond Plus 1.0 turbo (R$ 81.290): acrescenta bancos revestidos de couro, sistema de alerta e frenagem autônomo, alerta de mudança involuntária de faixa e monitoramento da pressão dos pneus.

Embora a Hyundai trate o novo HB20 como uma nova geração, o modelo manteve a antiga plataforma como base. O projeto atual sofreu uma série de melhorias estruturais, elevando o uso de aços mais resistentes e aplicando novos pontos de fixação. De acordo com a marca, o compacto está mais leve e rígido. Tanto o hatch quanto o sedã tiveram o entre-eixos ampliado em 3 centímetros, chegando a 2,53 metros.

Externamente, o HB20S está 3 centímetros mais comprido (4,26 m) e 2 cm mais largo (1,72 m), porém, manteve os 1,47 m de altura. O porta-malas teve a capacidade ampliada em 25 litros, totalizando 475 litros (ante os 469 litros do Chevrolet Onix Plus, por exemplo).

Motores
A principal novidade é a estreia do motor TGDI 1.0 turbo flex de três cilindros. Dotado de injeção direta de combustível, o propulsor gera até 120 cv de potência e 17,5 kgfm de torque (entre 1.500 e 3.500 rpm). A unidade está disponível apenas com transmissão automática de seis velocidades no HB20 e HB20S.

Os motores flex aspirados continuam sendo oferecidos, porém, com melhorias. O 1.0 12V de três cilindros, que entrega até 80 cv a 6.200 rpm e 10,2 kgfm a 4.500 rpm, passa a contar com sistema de partida a frio que elimina o tanquinho auxiliar de gasolina. Já o 1.6 16V de quatro cilindros é o mesmo do SUV Creta, que rende 130 cv a 6.000 rpm e 16,5  kgfm a 4.500 rpm com etanol graças à adoção de duplo comando variável de válvulas.

As duas motorizações são oferecidas com câmbio automático de seis velocidades, mas só a 1.6 pode ser combinada à caixa manual de cinco velocidades.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.