Image

Novo Hyundai HB20 começa a ser vendido quinta-feira (10)

08

out
2019

Apresentado há algumas semanas, o novo Hyundai HB20 começa a ser vendido na próxima quinta-feira (10) inicialmente na versão hatch. O sedã HB20S e o aventureiro HB20X estarão disponíveis em novembro e dezembro, respectivamente. Veja abaixo os principais equipamentos e preços das versões:

Sense 1.0 (R$ 46.490): airbags frontais, freios com ABS e EBD, Isofix, direção elétrica, ar-condicionado, volante multifuncional, painel analógico, calotas aro 14”, vidros dianteiros elétricos, banco do motorista com regulagem de altura, cintos de três pontos e encostos de cabeça para os cinco ocupantes.

Vision 1.0 (R$ 48.990): itens da Sense 1.0, mais calotas aro 15”, retrovisores com regulagem elétrica, alarme, chave canivete, vidros traseiros elétricos, porta-objetos com tampa deslizante, maçanetas externas na cor da carroceria. Opcional: central multimídia BlueMedia com entrada USB de carregamento rápido (R$ 1.500).

Evolution 1.0 (R$ 53.790): itens da Vision 1.0 com central multimídia, painel de instrumentos digital, rodas de liga leve de 15”, quatro vidros elétricos com função “um toque” e abertura e fechamento pela chave, sensor de estacionamento traseiro, volante com ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado digital, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e grade dianteira cromada.

Vision 1.6 (R$ 57.990): pacote da Vision 1.0, grade dianteira cromada e central multimídia.

Vision 1.6 AT (R$ 62.790): adiciona motor 1.6 de 130 cv, câmbio automático de seis marchas, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, controle de cruzeiro, limitador de velocidade e apoio de braço para o motorista.

Evolution 1.0 turbo AT (R$ 67.190): motor 1.0 turbo de 120 cv, câmbio automático de seis velocidades e itens da Evolution 1.0

Launch Edition 1.6 AT (R$ 69.990): itens da Diamond 1.0 turbo AT.

Diamond 1.0 turbo AT (R$ 73.590): pacote da Evolution 1.0 turbo, paddle shifts para trocas de marchas no modo manual, airbags laterais, chave presencial, câmera de ré, retrovisores com rebatimento elétrico, alarme com sensor de presença, faróis com acendimento automático, projetores e luz de posição em LED, volante revestido de couro, sistema start-stop, apoio de braço deslizante, banco traseiro bipartido.

Diamond Plus 1.0 turbo AT (R$ 77.990): acrescenta bancos revestidos de couro, sistema de alerta e frenagem autônomo, alerta de mudança involuntária de faixa e monitoramento da pressão dos pneus.

De acordo com a Hyundai, a pré-venda já soma 4 mil unidades e a lista de potenciais compradores cadastrados no site da marca chega a 70 mil pessoas.

Nesta semana, a fabricante passa a oferecer serviço de vendas pelo aplicativo Instagram e de cotação de preços por meio do WhatsApp. A ação de lançamento do hatch inclui a série especial Launch Edition, com motorização 1.6 e pacote de equipamentos diferenciado.

Embora a Hyundai trate o novo HB20 como uma nova geração, o modelo manteve a antiga plataforma como base. O projeto atual sofreu uma série de melhorias estruturais, elevando o uso de aços mais resistentes e aplicando novos pontos de fixação. De acordo com a marca, o compacto está mais leve e rígido. Tanto o hatch quanto o sedã tiveram o entre-eixos ampliado em 3 centímetros, chegando a 2,53 metros.

Externamente, o HB20 hatch está 2 centímetros mais comprido (3,94 m) e largo (1,70 m), porém, manteve os 1,47 m de altura. No aventureiro HB20X, essas medidas são ligeiramente maiores por conta dos adereços estéticos: 3,97 m e 1,74 m, respectivamente. Em ambos os casos, o porta-malas continua com 300 litros de capacidade.

Motores
A principal novidade é a estreia do motor TGDI 1.0 turbo flex de três cilindros. Dotado de injeção direta de combustível, o propulsor gera até 120 cv de potência e 17,5 kgfm de torque quando abastecido com etanol. A unidade está disponível apenas com transmissão automática de seis velocidades.

Os motores flex aspirados continuam sendo oferecidos, agora sem o arcaico tanquinho de gasolina para partida a frio. O 1.0 12V de três cilindros entrega até 80 cv a 6.200 rpm e 10,2 kgfm a 4.500 rpm, enquanto o 1.6 16V de quatro cilindros rende 128 cv a 6.000 rpm e 16,5 kgfm a 5.000 rpm.

As duas motorizações são oferecidas com câmbio automático de seis velocidades, mas só a 1.6 pode ser combinada à caixa manual de cinco velocidades.

Entre os novos equipamentos das versões mais caras, há frenagem automática de emergência e paddle shifts para as trocas de marchas no volante, no caso dos carros equipados com câmbio automático.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.