Image

Caoa produzirá SUVs da chinesa Changan na fábrica da Ford em São Bernardo do Campo

06

set
2019

O presidente do Grupo Caoa, o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, confirmou que pretende produzir carros de uma marca chinesa na recém-adquirida fábrica da Ford, em São Bernardo do Campo (SP). O negócio foi anunciado na última terça-feira (3), em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo. O acordo ainda passará pelo processo de análise financeira durante 45 dias antes ser oficializado.

+ Fim da linha: este é o último Ford Fiesta feito no Brasil

Segundo o Jornal do Carro, a tal marca chinesa é a Changan, quinta maior fabricante do país asiático. De acordo com a publicação, um representante da empresa deixou escapar que uma comitiva de executivos está no Brasil para acertar os detalhes da parceria. O valor do negócio é estimado em R$ 1 bilhão.

SUVs e crossovers mais baratos que os da Caoa Chery são os modelos mais cotados para serem feitos na fábrica de São Bernardo do Campo. Na China, a Changan conta com uma linha de veículos bastante variada, oferecendo desde pequenos veículos comerciais e monovolumes, passando por sedãs, peruas e até modelos elétricos e híbridos.

Do portfólio atual, os SUVs compactos CS15 e CS35 são fortes candidatos à produção nacional. Ambos medem pouco mais de 4,10 metros comprimento, ostentando porte parecido com o de modelos como Caoa Chery Tiggo 2 e Honda WR-V, por exemplo.

SUV de entrada CS15 tem até versão elétrica na China

O CS15 é equipado com um motor 1.5 turbo de 170 cv de potência com opção de câmbio automatizado de dupla embreagem. Já o CS35 (carro azul na foto principal) usa um 1.6 com configurações de 124 cv a 155 cv.

Posicionado entre os SUVs médios, o CS55 mede cerca de 4,50 metros de comprimento e 2,65 m de distância entre-eixos. Com essas medidas, ele concorreria na categoria do Jeep Compass. A motorização disponível na China é uma 1.5 turbo de 156 cv.

Changan CS55 tem porte parecido com o do Jeep Compass

Segundo o Jornal do Carro, os carros da Changan receberão a tecnologia bicombustível para rodarem com etanol. Futuramente, a marca pretende oferecer modelos eletrificados.

A Changan produz automóveis há 35 anos, sendo uma das marcas mais antigas da China. Além de fabricar modelos próprios, a empresa também faz carros em parceria com a Ford e a japonesa Mazda.

Fotos: Divulgação

Tags