Image

Audi Q8 é bonito e confortável, mas não anda como um carro de meio milhão de reais

19

ago
2019

A Audi apresentou oficialmente o Q8 no mercado nacional. O modelo chega ao Brasil em duas versões, com preços a partir de R$ 494.990 na configuração de entrada Performance e chega a R$ 531.990 na variante Performance Black (sem opcionais). A Audi avisa que os primeiros clientes da fila terão condições especais e pagar um pouco menos (R$ 471.990 e R$ 503.990, respectivamente). Você pode ler mais a respeito dos itens de série clicando aqui.

O Q8 impressiona ao vivo. É um dos carros mais bonitos do mercado, com linhas esportivas, proporcionais, o que é menos comum entre os SUVs-cupês, graças ao belo caimento do teto. A suspensão adaptativa ar, um dos vários opcionais do modelo, ajuda a manter a pegada esportiva quando usada na altura mínima possível. Entretanto, esse modo certamente é inviável nas ruas esburacadas do Brasil. O Carsale teve a oportunidade de dirigir brevemente o Q8 no autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu, no interior de São Paulo.

Os números da ficha técnica podem até impressionar, mas não se sustentam na prática. O Q8 usa o motor 3.0 V6 turbo a gasolina de 340 cv e 50,1 kgfm de torque, o mesmo da versão de entrada do Porsche Cayenne. Mesmo no teste em pista fechada promovido pela Audi, fica evidente que o desempenho do SUV de 2.340 kg não acompanha a esportividade do belo desenho da carroceria. Obviamente que um carro que faz de 0 a 100 km/h em menos de 6 segundos e atinge os 250 km/h de velocidade final anda bem. No entanto, o Q8 fica um pouco abaixo das expectativas de um carro de mais de meio milhão de reais. Essa performance certamente é mais que suficiente em viagens, porém, ainda não tivemos oportunidade de guiá-lo em situações reais de cidade e estrada.

O destaque em termos de dirigibilidade é o comportamento proporcionado pelo eixo traseiro esterçante – um dos opcionais do modelo. Funciona da seguinte maneira: em curvas de alta velocidade, as rodas traseiras esterçam no mesmo sentido das dianteiras para auxiliar na estabilidade direcional, evitando a rolagem excessiva da carroceria. Já em baixas velocidades, o sistema realiza o movimento contrário ao das dianteiras, diminuindo o raio de giro em manobras.

Voltando à suspensão adaptativa a ar, ela auxilia muito também em situações fora de estrada. Tivemos a oportunidade de atravessar alguns obstáculos na pista off-road do autódromo e o Q8 os encarou sem grandes dificuldades. Claro, ele não é um veículo projetado para fazer trilhas pesadas, mas não passará sufoco na hora de se deslocar por uma faixa de areia ou estrada de terra um pouco mais castigada.

O desenho com o forte caimento do teto pode passar a impressão de que a cabine é apertada, mas na prática isso não acontece. Quatro adultos viajam com espaço e conforto de sobra. O que atrapalha um pouco é o túnel central por onde passa o eixo de transmissão do sistema de tração integral, limitando o espaço para as pernas do passageiro do meio.

Há alguns vacilos também na lista de equipamentos. Mesmo com todos os opcionais, que elevam a conta final para mais de R$ 600 mil, o Q8 não oferece itens disponíveis em modelos mais baratos, como o carregamento por indução de smartphones ou sistema de internet a bordo, oferecido no Chevrolet Cruze 2020, por exemplo, que custa um sexto do valor.

Teste-drive a convite da Audi
Fotos: Divulgação

FICHA TÉCNICA
 
CarroceriaMonobloco em aço, cinco portas, cinco lugares
MotorDianteiro, longitudinal, injeção direta, turbo, duplo comando de válvulas de admissão e escape no cabeçote, a gasolina
Número de cilindros6
Número de válvulas24 (quatro por cilindro)
Taxa de compressão11,2:1
Cilindrada2.995 cm³
Potência 340 cv a 5.300 rpm
Torque50,1 kgfm entre 1.370 e 4.500 rpm
TransmissãoAutomática de oito marchas
TraçãoIntegral
DireçãoElétrica
Pneus e rodasRodas de alumínio de 22 polegadas ocm pneus 285/40 R22
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosDiscos ventilados com ABS e EBD
Tanque de combustível 85 litros
Altura1,70 m
Comprimento4,98 m
Largura2,19 m (com espelhos)
Entre-eixos 3,00 m
Peso em ordem de marcha2.340 kg
Aceleração 0 a 100 km/h (dado de fábrica)5,9 segundos
Velocidade máxima (dado de fábrica)250 km/h

Sobre o autor

Jornalista e palmeirense, Renan Rodrigues de Oliveira, em alusão ao colega de profissão Nelson, prefere usar o primeiro sobrenome. Versátil, Renan fotografa, filma, ilustra, edita vídeo e áudio e se arrisca nas redes sociais. Acompanha em cima os lançamentos do mundo automotivo, prefere os compactos com vocação esportiva, mas pilota até carrinho de mão, se necessário.