Image

BMW lança pacotão de novidades esportivas no Brasil

12

ago
2019

A BMW aproveitou o M Festival, evento para clientes e convidados realizado no último final de semana no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, para apresentar algumas novidades para o Brasil. A primeira delas é a chegada do SUV grande X7, que já pode ser reservado por R$ 619.950.

Disponível em regime de pré-venda na versão xDrive50i M Sport de 7 lugares, o X7 incorpora diversas tecnologias do luxuoso sedã Série 7. Entre os itens de série há portas com sistema de fechamento Soft Close, faróis de laser, iluminação de neblina em LED, bancos dianteiros com ventilação, ajustes elétricos e massageador, teto solar panorâmico, revestimento interno em couro e Alcantara (camurça sintética), suspensão pneumática, enormes rodas de 22 polegadas e central multimídia com comandos por gestos. Nas fileiras traseiras há zonas independentes de ar-condicionado e sistema multimídia individual com TV digital.

O SUVão é movido por um motor 4.4 V8 biturbo a gasolina, que entrega 462 cv de potência e 66,2 kgfm de torque, combinado ao câmbio automático de oito marchas e sistema de tração integral.

Outro modelo que também está disponível no Brasil é a configuração alongada do Série 7, a M760Li. O sedã tem nada menos que 3,21 metros de entre-eixos (14 cm a mais que a versão convencional). O enorme motor V12 aspirado rende 609 cv e massivos 86,7 kgfm. Custando R$ 899.950, o M760Li é o carro mais caro da BMW à venda no país.

Novas versões

O Carsale teve a oportunidade de dar algumas voltas ao volante de algumas novidades no icônico autódromo paulistano. A nova geração do roadster Z4, equipada com o motor 3.0 turbo de seis cilindros de 340 cv de potência (R$ 384.950), foi o mais divertido da frota. O entre-eixos curto e o baixo centro de gravidade reforçam o dinamismo do pequeno conversível de tração traseira, que aproveita o bom casamento do motor com a transmissão. O acerto preciso de direção e suspensão garantem que mesmo um motorista mais amador consiga se divertir numa pista fechada – ainda mais no templo do automobilismo que é Interlagos.

Se o Z4 é diversão garantida, o mesmo não ocorre com o X2 M35i, a versão mais nervosa do crossover que custa R$ 313.950. Embora seja equipado com a configuração mais potente do motor 2.0 turbo (302 cv e 45,9 kgfm), o modelo não acompanha os outros esportivos da marca no que diz respeito ao acerto dinâmico. No breve contato na pista, ficamos com a impressão de o X2 ter ficado arisco demais com tanta potência. A carroceria mais altinha tende a inclinar excessivamente nas curvas mais rápidas, comprometendo um pouco a tocada na condição de pista. Curiosamente, a versão convencional, de 192 cv, diverte mais o motorista.

Já o X3 M Competition ainda não tem preço definido, mas é equipado com o motor 3.0 turbo de seis cilindros e nada menos que 510 cv, curiosamente transmite mais confiança ao condutor. Apesar da potência consideravelmente maior que a do X2 M35i, o SUV médio é mais fácil de controlar. A única atenção que ele demanda do candidato a piloto é uma dose cavalar de força no pedal de freio na aproximação de curvas, uma vez que atingir velocidades na casa dos 200 km/h é algo banal para o SUV de quase duas toneladas.

Outro peso-pesado que também faz bonito na pista é o novo Série 8 que custa R$ 799.950. Na versão M850i, movida pelo motor 4.4 V8 de 530 cv, o cupê de 1.890 kg precisa de apenas 3,7 segundos para atingir os 100 km/h. A velocidade máxima de 250 km/h é limitada eletronicamente.

Os 4,85 metros de comprimento do Série 8 não enganam: ele foi feito para cruzar as longas retas das Autobahnen (rodovias alemãs sem limite de velocidade em alguns trechos) voando baixo. Extremamente confortável e estável, o esportivo demanda apenas alguma atenção nas frenagens mais fortes antes das curvas. Ainda assim, se o motorista cometer algum erro, a tração integral e os recursos eletrônicos de segurança estão em prontidão para manter o carro na trajetória.

Tags

Sobre o autor

Jornalista e palmeirense, Renan Rodrigues de Oliveira, em alusão ao colega de profissão Nelson, prefere usar o primeiro sobrenome. Versátil, Renan fotografa, filma, ilustra, edita vídeo e áudio e se arrisca nas redes sociais. Acompanha em cima os lançamentos do mundo automotivo, prefere os compactos com vocação esportiva, mas pilota até carrinho de mão, se necessário.