Image

Volks testa no Brasil SUV tcheco que dará origem a rival do Jeep Compass

09

ago
2019

A reportagem do Carsale flagrou um exemplar do SUV médio Skoda Karoq rodando em testes na Rodovia Anchieta, nas proximidades da fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Mas qual a razão de testar no Brasil o carro de uma marca que nunca existiu por aqui?

A Skoda nada mais é que a subsidiária do Grupo Volkswagen na República Tcheca, responsável pela oferta de modelos mais baratos que os da marca alemã no mercado europeu. Lançado em 2017, o Karoq servirá de base para o Tarek, SUV médio que a Volks vai produzir na Argentina em 2020 para concorrer na América do Sul contra o Jeep Compass, atualmente o líder do segmento no Brasil.

Além da plataforma modular MQB, Karoq e Tarek terão em comum diversas soluções, como o compartilhamento de componentes da cabine, equipamentos e a suspensão traseira de eixo de torção.

O tamanho também é parecido. O Karoq mede 4,38 metros de comprimento por 2,64 m de distância entre-eixos e tem porta-malas de 521 litros contra respectivos 4,46 m, 2,68 m e 455 litros do Tarek. Ambos medem 1,84 m de largura.

Para efeito de comparação, o Jeep Compass tem 4,41 m de comprimento por 1,81 m de largura e 2,63 m de entre-eixos. O porta-malas acomoda 410 litros.

Na Europa, o Skoda Karoq é vendido com motores turbinados a gasolina 1.0 TSI (115 cv de potência), 1.5 TSI (150 cv) e 2.0 TSI 4×4 (190 cv). Há também as opções turbodiesel 1.6 TDI (115 cv) e 2.0 TDI 4×4 (150 cv e 190 cv). As transmissões disponíveis são a manual de seis marchas e automatizada DSG de dupla embreagem e sete velocidades.

Já o Tarek será comercializado na América do Sul com a motorização 1.4 TSI de 150 cv (flex no Brasil), câmbio automático de seis marchas e somente tração dianteira.

Volkswagen Tarek (Tharu na China) será feito na Argentina em 2020

Após os lançamentos do Tiguan AllSpace e do T-Cross, o Tarek será o terceiro de cinco SUVs prometidos pela Volks para o mercado brasileiro. A empresa investirá US$ 650 milhões na fábrica argentina para produzir o Tarek e outro modelo ainda não confirmado.

Fotos: Guilherme Silva (carro preto) e Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.