Image

Renault lança Sandero e Logan 2020; com câmbio CVT, hatch parte de R$ 62.990

25

jul
2019

CAMPINAS (SP) – A Renault acaba de lançar oficialmente a linha 2020 da dupla Sandero e Logan. Hatch e sedã ganharam sutis retoques visuais, melhorias na parte de segurança e a oferta de transmissão automática CVT.

O Stepway foi consolidado como uma espécie de submodelo aventureiro e segue com o nome abreviado (antes era Sandero Stepway). A versão R.S., que usa a assinatura da divisão de performance da Renault, foi mantida na gama. Veja abaixo os preços e principais equipamentos de série de todas as versões:

Quanto custa a gama 2020

SANDERO
LOGAN
STEPWAY
Life 1.0 - R$ 46.990Life 1.0 - R$ 50.490Zen 1.6 - R$ 61.190
Zen 1.0 - R$ 49.990Zen 1.0 - R$ 53.490--
Zen 1.6 - R$ 55.990Zen 1.6 - R$ 59.490--
Zen 1.6 CVT - R$ 62.990Zen 1.6 CVT - R$ 66.490--
Intense 1.6 CVT - R$ 65.490Intense 1.6 CVT - R$ 68.990Intense 1.6 CVT - R$ 70.990
--Iconic 1.6 CVT - R$ 71.090Iconic 1.6 CVT - R$ 73.090
R.S. 2.0 - R$ 69.990----
Preços oficiais divulgados pela Renault do Brasil

– LIFE 1.0 / 1.6: Quatro airbags (dois frontais e dois laterais), Isofix, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas, chave canivete e rodas de 15 polegadas.

– ZEN 1.0 / 1.6: Itens da versão Life, mais Media Evolution (menos no Stepway), comando satélite no volante, sensor de estacionamento, ajustes de altura do banco e volante, computador de bordo, alarme, vidros elétricos one touch e sistema start-stop (exclusivo na motorização 1.6 manual).

– ZEN 1.6 CVT: Acréscimo de câmbio automático, controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampas, rodas de liga leve de 16 polegadas modelo Flexwheel e molduras nas caixas de roda.

– INTENSE 1.6 CVT: Adiciona ar-condicionado automático, câmera de ré, faróis de neblina, vidros traseiros elétricos, retrovisores elétricos, controlador e limitador de velocidade e rodas de liga leve de 16 polegadas diamantadas; no Stepway, acrescenta central multimídia.

– ICONIC 1.6 CVT: Equipamentos da Intense 1.6 CVT, bancos de couro, sensor de chuva e faróis com acendimento automático.

– R.S. 2.0: Itens da Intense 1.6 CVT, ar-condicionado automático, câmera de ré, controlador e limitador de velocidade e rodas de liga leve de 17 polegadas na cor preta diamantadas.

Visualmente, Sandero e Logan receberam parachoque dianteiro redesenhado e faróis com luzes diurnas de LED; somente o Sandero R.S. não teve alterações na dianteira. As mudanças na traseira, no entanto, ficaram limitadas ao hatch, que ganhou lanternas prolongadas sobre a tampa do porta-malas e com filamentos de LED, exclusivas para o mercado brasileiro.

A grande novidade mecânica fica para o câmbio automático de variação contínua (CVT), que obrigou a Renault a adotar uma solução estrutural, digamos, curiosa: todas as versões equipadas com essa caixa possuem o mesmo conjunto de suspensões do Stepway. São 4 cm a mais na altura, necessários para acomodar a nova transmissão sem expô-la a lombadas e buracos. As molduras plásticas nas caixas de roda servem para atenuar essa adaptação.

ASSISTA AO VÍDEO OFICIAL DO STEPWAY:

Foi essa solução meio esquisita que acabou interpretada como uma suposta versão Stepway do Logan, quando fotografada ainda com disfarces. A existência de uma versão similar na Rússia alimentou e amplificou os boatos.

MAIS AIRBAGS – Outra importante alteração é no quesito segurança. A gama passa a contar com airbags laterais, cinto de segurança de três pontos, encosto de cabeça para o terceiro passageiro traseiro e Isofix para a ancoragem de cadeirinhas infantis em todas as versões. Mas a Renault vacila em somente disponibilizar os controles de estabilidade e tração nas configurações automáticas e no esportivo Sandero R.S.

Segundo a Renault, Sandero e Logan estão 14 kg mais pesados por conta de reforços estruturais aplicados para melhorar o fraco desempenho dos modelos nos testes de impacto do Latin NCAP.

As versões Life e Zen mantiveram o motor SCe 1.0 12V de três cilindros, que desenvolve até 82 cv de potência e 10,7 kgfm de torque quando abastecido com etanol, e a transmissão manual de cinco marchas. A partir da Zen 1.6, a motorização é a SCe 1.6 16V, que rende até 120 cv e 16,2 kgfm com etanol, com câmbio CVT ou manual de cinco velocidades.

Já o Sandero R.S. mantém o 2.0 16V flex de 150 cv de potência e 20 kgfm de torque, sempre conectado à caixa manual de seis marchas.

IMPRESSÕES – O Carsale rodou com o novo Stepway durante um test-drive de 30 minutos na região de Campinas (SP). O percurso foi quase todo feito em rodovias, o que impediu a avaliação do câmbio CVT no trânsito urbano, situação em que esse tipo de transmissão é mais desejado pelos motoristas. Assim que a Renault ceder uma unidade de teste, levaremos o carro às pistas para novas impressões e medições de desempenho.

Mesmo assim, foi possível constatar que o casamento do motor SCe 1.6 16V com a caixa CVT (que simula seis velocidades para trocas manuais na alavanca) está consideravelmente melhor que nos modelos Captur e Duster – muito em função do menor peso do hatch em relação aos SUVs.

Rodando em velocidades mais baixas, as simulações de marchas são praticamente imperceptíveis, com o típico funcionamento “liso” das caixas CVT. No entanto, o câmbio recorre a rotações mais altas do motor para aproveitar a melhor faixa de torque em retomadas e ultrapassagens, e então as rotações sobem muito e o barulho do motor compromete o conforto acústico dos ocupantes.

Quanto ao comportamento dinâmico, o Sandero (ou, no caso, o Stepway) segue idêntico: suspensões bem ajustadas para enfrentar asfalto irregular, embora a direção eletro-hidráulica ainda seja um pouco pesada em manobras. Pelo menos o novo volante, inspirado no do Clio europeu, confere uma pegada melhor que o anterior. Outro ponto positivo são os novos bancos dianteiros, que estão mais confortáveis devido ao estofamento volumoso utilizado para abrigar os airbags laterais.

Viagem a convite da Renault

Sobre o autor

Jornalista e palmeirense, Renan Rodrigues de Oliveira, em alusão ao colega de profissão Nelson, prefere usar o primeiro sobrenome. Versátil, Renan fotografa, filma, ilustra, edita vídeo e áudio e se arrisca nas redes sociais. Acompanha em cima os lançamentos do mundo automotivo, prefere os compactos com vocação esportiva, mas pilota até carrinho de mão, se necessário.