Image

Feriadão, férias, fim de semana: antes de pegar a estrada, cuide dos pneus

19

jun
2019

Esta semana termina com feriado prolongado (Corpus Christi, quinta 20) e a próxima começa no ritmo de quase-férias escolares. Quem planeja aproveitar e colocar o carro na estrada para viajar pelo Brasil deve prestar atenção a um elemento crucial para o conforto, a economia de combustível e a segurança ao dirigir: o pneu.

Cuidados simples e manutenção preventiva são suficientes (mas imprescindíveis) para garantir que o único ponto de contato do seu carro com o piso esteja sempre em ordem. Veja dicas:

VERIFICAÇÃO DE DESGASTE

É muito fácil notar um pneu “careca”, mas o desgaste do pneu deve ser detectado antes de se chegar a esse ponto extremo — que aumenta o risco de furos e rasgos e deixa o carro sujeito a derrapagens. Procure na lateral do pneu um pequeno triângulo ou a sigla TWI, e depois olhe a banda de rodagem na mesma direção: deve haver pequenas saliências entre os sulcos. Se elas estiverem no mesmo nível deles (ou quase), é hora de trocar o pneu.

RODÍZIO
Deve ser feito a cada 10.000 km para garantir desgaste por igual dos quatro pneus, já que os instalados no eixo de tração (na maioria dos carros, o dianteiro) tendem a durar menos. O manual do proprietário de seu carro provavelmente tem as trocas de posição recomendadas.

ALINHAMENTO/BALANCEAMENTO

Devem ser feitos a cada 10.000 km se o uso do carro for em condições normais, e a cada 5.000 km se o carro roda em pisos irregulares ou esburacados. Se o motorista notar vibrações ou “puxadas” no volante, ou se uma ou várias rodas sofrerem impactos violentos, deve procurar esses serviços imediatamente. Além da óbvia questão da segurança, manter as rodas alinhadas e balanceadas aumenta a vida útil dos pneus.

SUBSTITUIÇÃO PARCIAL
Pneus não são exatamente baratos. Caso note que precisa trocá-los, mas falte dinheiro para comprar um conjunto completo, invista em dois pneus de qualidade para as rodas traseiras, independentemente da tração. Isso porque é mais difícil controlar o carro que perde aderência na traseira, e portanto a solução “menos pior” é colocar os pneus novos ali.

CALIBRAGEM

Verifique a pressão dos pneus semanalmente. Os valores recomendados pelo fabricante estão no manual do proprietário e também podem constar em etiqueta na parte interna das portas. Faça isso no posto mais próximo de sua casa, já que os pneus devem estar frios. É importante que a calibragem seja ajustada à carga — carro lotado e com bagagem geralmente pede mais pressão nos pneus. A calibragem correta é um fator de segurança, já que interfere na dirigibilidade, mas também de economia de combustível.

ESTEPE
Não se esqueça de calibrar o estepe também, para evitar surpresas desagradáveis na hora de trocar um pneu furado.


Dicas oferecidas pela Pirelli

Imagens: divulgação/reprodução