Image

Ford inicia enterro do Fusion nos EUA pela versão Sport de 330 cv

04

jun
2019

A Ford já determinou que o ano-modelo 2020 do Fusion será o último do sedã, condenado à extinção pela decisão da fabricante de privilegiar SUVs, crossovers e picapes. E a gama final do Fusion chegará às lojas dos Estados Unidos já na UTI: a versão topo, a Sport, única a oferecer o motor Ecoboost V6 de 2,7 litros e 330 cv de potência, foi descontinuada.

No derradeiro ano do modelo, o motor mais forte será o Ecoboost 2.0, de 4 cilindros e 248 cv.

O Fusion Sport foi lançado em 2017 como uma espécie de extrapolação da versão Titanium. Além do motor maior, oferecia tração integral, interior diferenciado, grade frontal em preto brilhante e escapamento quádruplo. O preço sugerido talvez fosse seu principal problema — e a razão de essa ser a primeira versão descontinuada: cerca de US$ 40 mil, um valor que dá acesso a alguns modelos premium e/ou mais contemporâneos.

No Brasil, o Fusion Sport não é oferecido, e a gama do sedã (considerado grande localmente, mas nos EUA é médio) tem como opção mais cara a versão Titanium Hybrid (R$ 182.990); a Titanium com o Ecoboost 2.0 custa R$ 179.900.