Image

Novo Nissan Versa, maior e mais bonito, chega ao Brasil em 2020

12

abr
2019

A Nissan está apresentando nesta sexta-feira (12), num evento meio obscuro na Flórida, o Versa 2020. O Carsale apurou junto a fontes do mercado que o modelo será vendido no Brasil no ano que vem, trazido do México, e conviverá com a geração atual. O nome Versa será usado nos dois produtos, mas o Versa 2020 deve ganhar no Brasil um sobrenome exclusivo (por exemplo, Versa Plus).

Até o ano-modelo 2019 o Versa era o carro novo mais barato à venda nos Estados Unidos, como o Carsale sublinhou em recente reportagem, com preço pouco acima de US$ 12 mil (novos valores ainda não foram divulgados). O ponto fraco era o visual grosseiro. Mas isso mudou no Versa 2020.

Depois de lançar o Maxima retocado e transformar o Altima num sedã que parece um nível acima, a Nissan americana resolveu alinhar o visual do Versa ao deste último, deixando-o mais bonito até que o Sentra, situado no degrau acima da gama. As mudanças mais drásticas aconteceram nos conjuntos ópticos, que ficaram estreitos e aguçados, além de adotarem LEDs (veja nas fotos logo abaixo).

O Versa 2020 americano também traz um pacote tecnológico que o alinha a modelos tradicionalmente mais recheados, embora ainda muito distante deus nível elevado de condução autônoma. Entre outros itens, destaca-se o grupo de assistência à condução, com frenagem de emergência automática com detecção de pedestres, inclusive à ré; faróis altos automáticos; e alerta de faixa de rodagem. Como opcionais, estão disponíveis controle de cruzeiro adaptativo, monitor de ponto cego e alerta de tráfego traseiro.

 

NO BRASIL — A fórmula que a Nissan deve aplicar ao Versa no Brasil, vendendo duas gerações do Versa simultaneamente, não é novidade: Volkswagen, Fiat e General Motors sempre fizeram isso com Gol, Palio e Onix, entre outros.

A diferença é a reacomodação ampla que o novo Versa provocará na gama da marca japonesa. O Versa atual passará a ser assumidamente um carro (e não um sedã) de entrada, ideal para frotistas, táxis e rideshares devido ao amplo espaço interno — e isso é inédito no portfólio da Nissan brasileira.

Num patamar logo acima, o Versa 2020 encararia quase que especificamente o já bem-sucedido Volkswagen Virtus. Depois viria o Sentra, na briga com os demais sedãs médios orientais e com o VW Jetta.

A chegada do novo Versa nos EUA aposentou o hatch Versa Note, variação dois-volumes que era a evolução do Tiida vendido no Brasil há alguns anos. Como esse nome jamais foi usado no Brasil, não seria surpresa a sua adoção para a nova geração do sedã. Por ora, a assessoria da montadora nega tudo isso que você acabou de ler.

Imagens: Divulgação