Image

Ford mostra nova geração do SUV Escape, primeiro modelo da fase pós-carro

02

abr
2019

A Ford está lançando nos Estados Unidos o Escape 2020. Trata-se do primeiro modelo da marca construído sobre nova plataforma modular, e tido como mais importante produto da atual fase da montadora, dedicada exclusivamente a SUVs e picapes.

Na gama de utilitários esportivos da Ford, o Escape ocupa o degrau logo acima do EcoSport, carro de entrada nos EUA. Depois vêm o Edge (vendido no Brasil a ridículos R$ 300 mil), Flex, Explorer e Expedition. O mais perto que o Escape chegou do mercado brasileiro foi ser vendido como Kuga — mesmo nome da Europa — na Argentina. Uma referência algo imprecisa seria denominar o Escape como “o SUV do Focus”.

Que, por sinal, será extinto — o que leva a especulações sobre uma possível fabricação do Escape na Argentina, na linha que era ocupada justamente pelo moribundo hatch/sedã médio. A Ford do Brasil não confirma. No mercado nacional, o Escape seria rival principalmente do Jeep Compass, além de encarar Volkswagen Tiguan, Toyota RAV4 e Honda CR-V.

A nova geração do Escape abandonou o visual padronizado da gama de SUVs da Ford nos EUA — basicamente, todos têm variações da dianteira usada no Eco brasileiro — e adotou uma espécie de mistura do atual Focus com linhas genéricas de SUV, especialmente na traseira. Tire o emblema da Ford, e poderia ser qualquer carro de qualquer marca.

Sob o capô, o novo Escape oferece uma gama de motores que inclui um 3-cilindros turbo de 1,5 litro, um 4-cilindros também turbo de 2 litros, além de variações híbrida e híbrida plug-in (recarregável na tomada) com propulsor 4-cilindros de 2,5 litros. O Escape 2019 parte de US$ 24 mil. A Ford não divulgou ainda os preços do 2020 no mercado dos EUA.

No Brasil, a Ford vive um momento difícil, com o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo (SP) e participação no mercado de automóveis, SUVs e picapes praticamente indistinguível de rivais como Renault, Toyota e Hyundai, e muito atrás de General Motors, Fiat e Volkswagen. Sem Fiesta, Focus e Fusion, difícil imaginar que o Escape mudaria esse quadro.

Imagens: divulgação Ford