Image

Infiniti, marca de luxo da Nissan, decide sair da Europa

12

mar
2019

A tentativa da Infiniti de vingar no mercado europeu chegou ao fim. A marca de luxo da Nissan, concebida para enfrentar nos Estados Unidos as conterrâneas Acura (Honda) e Lexus (Toyota), e lançada na Europa em 2008, encerrará as suas atividades no começo de 2020.

A produção na fábrica da Nissan em Sunderland, no Reino Unido, deve terminar antes, em meados de julho. Lá são fabricados o crossover compacto Q30 e o SUV QX30. Cerca de 300 empregados serão afetados – a montadora afirmou que tentará aproveitá-los em outras funções.

SUV QX30 será fabricado em Sunderland somente até julho

SUV QX30 será fabricado em Sunderland somente até julho

Um comunicado da Nissan explicou que as baixas vendas da Infiniti na Europa não pagam os custos de manter a linha de produção, especialmente quanto à adaptação da gama às novas regras de emissões. Em 2018, foram vendidos apenas 750 carros da marca no Reino Unido.

A decisão de abandonar a Europa deve reforçar o foco da Infiniti nos Estados Unidos (mercado que justificou seu lançamento, há exatos 30 anos) e na China, onde a eletrificação de toda a gama é prioridade e deve acontecer a partir de 2021

A Infiniti vendeu cerca de 150 mil carros nos mercado norte-americano em 2018, respondendo por 10% dos 1,5 milhão de carros que a Nissan comercializou no país no ano passado.

Imagens: Divulgação