Image

Projeto RAM 1200: nova picape média nacional deve estrear até 2022

26

fev
2019

Não é novidade que a Fiat Chrysler Automóveis (FCA) pretende entrar no segmento de picapes médias com um modelo para brigar com as consagradas Chevrolet S10, Ford Ranger, Mitsubishi L200, Nissan Frontier, Toyota Hilux e Volkswagen Amarok. De acordo com o jornalista Leonardo Felix, da Revista Quatro Rodas, a empresa usará a RAM 1500 para abrir caminho à nova picape no mercado brasileiro.

A RAM 1500 chegará importada no segundo semestre como uma opção mais cara e sofisticada, enquanto o novo modelo deverá estrear por aqui somente entre 2021 e 2022.

O Brasil é o país mais cotado para produzir a nova picape, mas ainda não está definido se o modelo será feito na fábrica da Fiat em Betim (MG) ou na da Jeep em Goiana (PE). Atualmente, a unidade mineira é a mais cotada para abrigar a linha de produção por ter maior capacidade ociosa.

Ainda sem nome definido, a nova picape poderá ser chamada de RAM 1200 ou RAM 1300, uma vez que a marca já possui em seu portfólio os modelos RAM 750 e RAM 1000, respectivamente as versões rebatizadas das Fiat Strada e Toro vendidas em alguns países da América Latina. O nome RAM 1200 já é usado na variante derivada da Mitsubishi L200 comercializada no Oriente Médio (foto abaixo).

O novo modelo poderá compartilhar a plataforma com a Mitsubishi L200, também vendida em alguns mercados como Fiat Fullback. A RAM admitiu que existe a possibilidade de a picape japonesa servir de base para viabilizar os custos de desenvolvimento e produção.

Diferentemente da Fullback e da RAM 1200, mais voltadas ao trabalho, a nova picape média receberá aprimoramentos tecnológicos para focar no público das versões topo de linha dos principais modelos da categoria e na Mercedes-Benz Classe X, que será importada da Argentina até o ano que vem.

Os motores da nova RAM ainda são mantidos em sigilo, mas é provável que ela seja equipada com o 3.0 V6 turbodiesel da RAM 1500, que entrega 241 cv de potência e 56 kgfm de torque, ao menos em versões mais caras. Já as variantes de entrada poderão ser vendidas com o 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm da Fiat Toro e até mesmo uma opção flex.

Chamado internamente de “metric ton pick-up”, o projeto entrega que o novo modelo terá capacidade de carga de uma tonelada.

Fotos: Divulgação