Image

Jeep Renegade x Tiggo 5X: Caoa Chery já está no nível dos concorrentes?

22

jan
2019

Em novembro de 2017, o Grupo CAOA anunciou a compra da operação da Chery no Brasil, dando origem a uma nova montadora no país, a CAOA Chery. Na ocasião, as expectativas em relação à novata apontavam para o surgimento de uma marca de sucesso, como aconteceu com a Hyundai há alguns anos. A possibilidade era que em pouco tempo a empresa chinesa tivesse em seu portfólio produtos com o nível de qualidade equivalente ao das maiores fabricantes nacionais.

Pouco mais de um ano depois, a pergunta continua valendo: será que a CAOA Chery já alcançou tal feito? Para descobrirmos a resposta, colocamos lado a lado o Jeep Renegade, um dos SUVs mais vendidos do Brasil, e o recém-lançado Tiggo 5X. Porém, vale ressaltar que tivemos a oportunidade de testar o Tiggo 5X brevemente, já que o modelo foi cedido por uma concessionária. A assessoria de imprensa da CAOA Chery informou que ainda não possui frota para atendimento à imprensa.

Os carros das fotos correspondem às versões topo de linha de ambos os modelos. O Tiggo 5X TXS é oferecido por R$ 96.990, enquanto o Renegade Limited parte de R$ 105.990.

A dupla é bem equipada e conta com faróis com acendimento automático e luzes diurnas de LED, chave presencial com botão de partida, central multimídia (8,4 polegadas no Renegade e 9 polegadas no Tiggo), ar-condicionado digital (duas zonas no Renegade), controles de tração e estabilidade, freio de estacionamento eletrônico, assistente de partidas em rampa, sistema Isofix, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, revestimento em couro e painel de instrumentos digital. O Tiggo 5X conta ainda com o controle de velocidade em descida, recurso útil nas situações off-road onde o SUV provavelmente não será utilizado.

O Renegade leva vantagem nos airbags (são 7 bolsas infláveis contra 6 do Tiggo 5X), além de contar com uma tela maior no painel de instrumentos, ter faróis em LED e ser equipado com rodas de 19 polegadas (18 polegadas no CAOA Chery). Mas o Tiggo 5X dá o troco com o teto solar panorâmico e ajustes elétricos para o banco do motorista.

Em termos de motorização, os modelos são completamente diferentes. O Renegade usa o antigo propulsor aspirado 1.8 e.TorQ de até 139 cv de potência e 19,2 kgfm de torque, associado ao câmbio automático de seis marchas com conversor de torque. Já o Tiggo 5X é impulsionado pelo 1.5 16V turbo flex de até 150 cv quando abastecido com etanol e torque máximo de 21,4 kgfm. O propulsor trabalha em conjunto com uma transmissão automatizada de dupla embreagem e seis velocidades.

Graças à concessionária Chery Osasco, em especial ao vendedor Weverson, tivemos a oportunidade de fazer um test-drive um pouco mais longo que o convencional pelas ruas da zona oeste e da região metropolitana da capital paulista. Assim, foi possível ter breves impressões sobre o SUV fabricado em Anápolis (GO), que mostrou boa aceleração e trocas de marchas quase imperceptíveis. No entanto, o isolamento acústico fica devendo melhorias, pois é possível ouvir o motor roncar mais alto em acelerações mais fortes. Esse ponto ressalta as diferenças em relação ao modelo da Jeep, que possui um conjunto motriz com funcionamento mais suave, porém, subdimensionado para o peso do SUV. A qualidade de construção e o isolamento acústico do Renegade são significativamente superiores, mas o desempenho modesto e o consumo elevado das versões flex ainda são o calcanhar de Aquiles do modelo.

No caso do Tiggo 5X, a direção elétrica tem boa calibração e progressividade, enquanto a suspensão controla bem a inclinação da carroceria nas curvas um pouco mais acentuadas. Ainda assim, o novato não apresenta o mesmo acerto do conjunto do Jeep que, aliás, é referência no segmento.

A grande surpresa da CAOA Chery está no surpreendente nível de acabamento, bem parecido com o dos rivais Honda HR-V e Jeep Renegade, e até superando modelos consagrados, como Ford EcoSport, Hyundai Creta e Nissan Kicks. Além de todo o painel emborrachado, a parte superior das portas também conta com material macio ao toque. Já o espaço da cabine é superior ao do Renegade, sendo equivalente ao dos demais compactos.

Mercado e atendimento ao cliente
Se a Jeep possui 193 concessionárias no país e está presente em todos os Estados da Federação, mais o Distrito Federal, a CAOA Chery ainda está começando esse processo. Atualmente, a novata está presente em 18 estados e na Capital Federal, totalizando 65 lojas. Mas a promessa da empresa é chegar ao final de 2019 com mais de 100 pontos de venda.

Ambas as marcas mostraram um importante crescimento em 2018. A Jeep cresceu 21,4% em relação a 2017 e manteve o Compass como líder entre todos os SUVs, enquanto o Renegade foi o quarto colocado entre os SUVs compactos. Já a CAOA Chery avançou 131%, chegando a 8.640 unidades vendidas. O volume ainda é baixo se comparado ao dos rivais, mas já é um primeiro indício de crescimento.

Uma das grandes preocupações quando falamos de uma marca chinesa é a reposição de peças e o pós-venda. Para garantir que atenderá todos os clientes, a CAOA disponibilizará oficinas em parte da sua rede de concessionárias ou atendimento em uma oficina autorizada próxima. Em Osasco, onde testamos o Tiggo 5X, a loja fica localizada ao lado de uma CAOA Ford, que também poderá ser treinada para atender aos modelos da marca chinesa. A CAOA Chery possui um centro de distribuição de peças instalado em Barueri (SP), na Grande São Paulo, com 7.000 m² de área total e capacidade para armazenar 1 milhão de componentes.

No caso da Jeep, o pós-venda é uma empresa à parte. Trata-se da Mopar, que vende os acessórios e faz toda a manutenção do grupo FCA. O principal distribuidor de peças da empresa fica localizado em Hortolândia (SP), em uma área de 42.000 m² com capacidade de operação de 2 milhões de itens por mês. Além do centro de distribuição no interior de São Paulo, o Grupo FCA mantém outro em Betim (MG), responsável por atender cerca de 500 concessionárias

A CAOA Chery já está no nível das rivais?
Em partes, sim. Fica claro que ainda falta uma estrutura mais robusta, que está em curso no momento. No que diz respeito ao produto, a marca basicamente se divide em duas. A primeira remete à Chery do passado, representada pelo trio QQ, Celer e Tiggo 2, com qualidade similar aos primeiros modelos chineses que chegaram por aqui. A segunda parte, representada por Arrizo 5 e Tiggo 5X (além do Tiggo 7, que estreará ainda no primeiro trimestre) é composta de produtos de qualidade igual ou superior a dos principais rivais do mercado. E esse deve ser o caminho que a nova fabricante nacional deverá seguir.

Ficha Técnica

 
Caoa Cherry Tiggo 5X
Jeep Renegade 1.8 Flex
CarroceriaMonobloco em aço, quatro portas, cinco lugaresMonobloco em aço, quatro portas, cinco lugares
MotorDianteiro, transversal, injeção multiponto, duplo comando de válvulas na admissão no bloco acionado por corrente, flexívelDianteiro, transversal, injeção multiponto, comando simples de válvulas na admissão no bloco acionado por corrente, flexível
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Número de válvulas16 (quatro por cilindro)16 (quatro por cilindro)
Taxa de compressão9,5:112,5:1
Cilindrada1.496 cm³1.749 cm³
Potência 150 cv (e) e 147 (g) a 5.500 rpm139 cv (e) e 135 (g) a 5.750 rpm
Torque21,4 kgfm (e) e 21,4 kgfm (g) a 1.750 rpm19,3 kgfm (e) e 18,8 kgfm (g) a 3.750 rpm
TransmissãoAutomatizada de dupla embreagem e seis marchasAutomática com conversor de torque e seis marchas
TraçãoDianteiraDianteira
DireçãoElétricaElétrica
Suspensão dianteiraIndependente McPherson Independente McPherson
Suspensão traseiraIndependente multibraçoIndependente multibraço
Pneus e rodas dianteiros215/60 R17, liga leve 17"235/45 R19, liga leve 19"
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBDDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosDiscos sólidos com ABS e EBDDiscos sólidos com ABS e EBD
Tanque de combustível 57 litros60 litros
Volume do porta-malas 340 litros320 litros
Altura1,64 m 1,66 m
Comprimento4,33 m 4,23 m
Largura1,83 m1,80 m
Entre-eixos 2,63 m2,57 m
Peso em ordem de marcha1.424 kg1.440 kg

Sobre o autor

Jornalista e palmeirense, Renan Rodrigues de Oliveira, em alusão ao colega de profissão Nelson, prefere usar o primeiro sobrenome. Versátil, Renan fotografa, filma, ilustra, edita vídeo e áudio e se arrisca nas redes sociais. Acompanha em cima os lançamentos do mundo automotivo, prefere os compactos com vocação esportiva, mas pilota até carrinho de mão, se necessário.