Image

Ford Fiesta perde motor EcoBoost, câmbio PowerShift e versão sedã no Brasil

17

jan
2019

Aos poucos, a Ford vai reduzindo a linha New Fiesta no Brasil. Após a reestilização em 2017, quando eram esperados o motor Dragon 1.5 de três cilindros e o câmbio automático de seis marchas que estrearam no EcoSport – uma vez que a nova geração vendida na Europa está distante do nosso mercado -,o foco da marca foi direcionado ao Ka, o terceiro carro mais vendido no país.

Agora, o Fiesta é oferecido apenas em três versões, segundo o configurador do site da Ford. Todas elas equipadas com o motor Sigma 1.6 16V flex de até 128 cv de potência e transmissão manual de cinco marchas. O hatch está disponível nas configurações SE, que parte de R$ 52.690 (cerca de R$ 4 mil a menos que na época do lançamento da reestilização), SE Style (R$ 56.590) e SEL (R$ 58.090)

Já a motorização EcoBoost 1.0 turbo a gasolina de 125 cv, até então disponível em apenas uma versão com o câmbio automatizado de dupla embreagem PowerShift, deixa de ser comercializado no país. O Fiesta equipado com esse propulsor teve poucas unidades comercializadas devido o preço elevado e pela ausência da tecnologia bicombustível.

A variante sedã, importada do México e que nunca obteve números relevantes de vendas, também foi retirada do site da Ford.

Consultada pela reportagem do Carsale, a Ford informou que continua vendendo as unidades estocadas nas concessionárias. Em janeiro do ano passado, depois da reestilização, a empresa chegou a registrar as patentes da nova geração do Fiesta no Brasil.