A décima segunda geração do Toyota Corolla sedã finalmente foi revelada no Salão de Guangzhou, na China. O carro de passeio mais vendido do mundo estreará na Ásia, Europa e Estados Unidos no ano que vem com linhas mais arrojadas, novas tecnologias, plataforma mais moderna e motorizações híbridas.

A versão brasileira, que deverá seguir o estilo do modelo europeu, será lançada em 2020, uma vez que a Toyota investiu R$ 1 bilhão na fábrica de Indaiatuba (SP) para a produção de veículos com a nova plataforma modular TNGA (a mesma do híbrido Prius).

As fotos abaixo mostram as diferenças de estilo que o Corolla adotará em diferentes mercados. O primeiro carro cinza, com visual mais invocado, é a versão norte-americana, enquanto o do meio é o modelo europeu. Já o vermelho é a variante Levin, exclusiva da China.

O novo Corolla mede 4,64 metros de comprimento, 1,78 m de largura, 1,43 m de altura e 2,70 m de distância entre-eixos. De acordo com a Toyota, o sedã está mais confortável, seguro, silencioso e agradável de guiar que o modelo atual – uma vez que passa a utilizar suspensão traseira multilink no lugar do eixo de torção.

Entre as novidades de conteúdo estão a nova central multimídia com tela de 8 polegadas e compatibilidade com os sistemas Apple CarPlay e Amazon Alexa. O painel de instrumentos conta com uma tela TFT de 4,2 polegadas, que pode ser substituída por uma de 7 polegadas nas versões mais caras.

Para os Estados Unidos, estão previstos um novo motor 2.0 a gasolina com injeção direta, que entrega 170 cv de potência e 21,4 kgfm de torque, e uma versão atualizada do 1.8 (a potência não foi revelada). As transmissões disponíveis serão a manual de seis marchas ou a automática CVT, aprimorada para simular 10 velocidades.

Na China e Europa, o Corolla será equipado com as motorizações 1.2 turbo de 116 cv e as híbridas 1.8 de 122 cv e 2.0 de 180 cv.

Já o novo Corolla nacional poderá chegar em 2020 com o conjunto híbrido do Prius, combinando um motor 1.8 a outro elétrico. A Toyota vem trabalhando na adaptação do propulsor a combustão para o uso de etanol.

Fotos: Divulgação e Carscoops