Após ser lançado na Europa e nos Estados Unidos, o Jeep Renegade reestilizado finalmente foi apresentado no Brasil. O jipinho, revelado nesta quarta-feira (17) na Bahia, sofreu reajuste de preços e reposicionamento de algumas versões (veja a tabela abaixo).

Na linha 2019, o Renegade recebeu discretos retoques na dianteira, incluindo para-choque redesenhado na parte que abriga os faróis de neblina, além de conjunto óptico com assinatura de LED no lugar da luz halógena de rodagem diurna do modelo anterior. Nas versões Limited e Trailhawk faróis e lanternas são compostos por LED, inclusive as luzes de neblina. Na traseira, as lanternas não ganharam o desenho tridimensional da versão europeia, mas a fechadura da tampa do porta-malas agora está mais ergonômica para a abertura do compartimento.

O Renegade brasileiro passa a adotar o para-choque dianteiro igual ao das versões a diesel anteriores em todas as configurações – o objetivo é reduzir os custos de produção e entregar maior ângulo de ataque. Uma das reclamações dos proprietários da versão 1.8 flex é que a parte inferior da peça raspa com facilidade em lombadas e valetas devido a baixa altura em relação ao solo.

Internamente, o SUV incorpora a nova central multimídia com tela de 8,4 polegadas (a partir da versão Longitude) e botões integrados ao painel, como no irmão maior Compass. Por aqui, as versões 4×4 turbodiesel ganharam uma função que avalia e auxilia a condução em percursos off-road.

A gama do Renegade 2019, ao menos nesse primeiro momento, perde a configuração Custom, colocando a Sport novamente como opção de entrada. Os preços também foram alterados, mas não como de costume, as versões à venda estão mais baratas.

A variante Sport, com câmbio manual de seis marchas, era vendida a R$ 85.490 na tabela cheia e R$ 78.990 no preço promocional dos últimos meses, sendo que agora o preço de tabela será de R$ 78.490. A mesma versão, mas equipada com o câmbio automático de seis marchas saia por R$ 91.990 na tabela cheia e R$ 85.490 com valores promocionais, mas agora custa R$ 83.990.

A Longitude custava R$ 96.990 com preço cheio e R$ 91.490 em valores promocionais, porém manterá o preço de tabela cheio da versão anterior, mesmo com acréscimo de equipamentos. A configuração diesel custava R$ 121.490 na tabela cheia e R$ 118.490 com valores promocionais e atualmente é vendida a R$ 125.490. Já a Limited era vendida por R$ 101.990 em tabela cheia com motor flex e R$ 96.490 na tabela promocional, sendo que o novo preço é de R$ 103.490.

Por fim, a topo de linha Trailhawk, vendida somente com motor diesel, custava R$ 132.990 no preço cheio e R$ 129.990 com descontos, sendo que preço reajustado ficou em R$ 136.990.

Já as motorizações Firefly turbo devem levar mais uns dois anos para desembarcarem por aqui adaptadas para o uso com etanol. Até lá, o SUV manterá o 1.8 16V e.TorQ flex de 139 cv nas versões de tração dianteira. O 2.0 turbodiesel de 170 cv, com câmbio automático de nove marchas e tração 4×4, não deverá sofrer alterações para o nosso mercado.

Confira abaixo um resumo dos novos itens que passaram a ser de série em cada versão:

  • 1.8 Flex AT6 (PCD – R$ 69.990) – rodas de liga leve de 16 polegadas
  • Sport 1.8 Flex MT5 (R$ 78.490) e AT6 (R$ 83.990) – sistema multimídia Uconnect com tela sensível ao toque de 5 polegadas e câmera de ré;
  • Longitude 1.8 Flex AT6 (R$ 96.990) e 2.0 Diesel AT9 4×4 (R$ 125.990) – sistema multimídia Uconnect com tela sensível ao toque de 8,4 polegadas, compatível com interfaces Android Auto e Apple Car Play e controle do ar-condicionado pelo monitor ou comandos de voz;
  • Limited 1.8 Flex AT6 (R$ 103.490) – faróis principais e de neblina com luzes de LED, luzes diurnas de LED, dois airbags laterais, dois de cortina e um para os joelhos do motorista;
  • Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4 (R$ 136.990) – faróis principais e de neblina de LED e luzes diurnas de LED.

O Carsale participará do teste-drive do Renegade 2019 e publicará em breve suas primeiras impressões sobre o modelo reestilizado.

Imagens: Divulgação