Image

Ford Fusion ganha equipamentos e perde o motor 2.0 turbo na linha 2019

21

mar
2018

Apesar dos rumores sobre o fim da produção do Fusion por conta dos entraves do governo Trump com produtos importados, a Ford revelou imagens da linha 2019 do sedã feito no México. Além de retoques visuais na dianteira, o modelo ganhou o pacote de equipamentos de segurança Co-Pilot360 e perdeu a motorização EcoBoost 2.0 turbo.

Confirmado como uma das atrações do Salão de Nova York, que começa no próximo dia 30 de março, o Fusion 2019 traz nova grade frontal, para-choque com faróis de neblina redesenhados, lanternas de LED e tampa do porta-malas retocada. Imagens do interior do sedã ainda não foram divulgadas.

Nos Estados Unidos, o Fusion será equipado de série em todas as versões com o pacote Co-Pilot360, que traz novo piloto automático adaptativo (para e acelera o carro automaticamente de acordo com  velocidade do veículo da frente), monitoramento do tráfego à frente, frenagem automática de emergência com detecção de pedestres, sensor de ponto cego, assistência de permanência em faixa, faróis com acendimento e facho alto automáticos, sensor de chuva, alerta de tráfego cruzado traseiro, câmera de ré, entre outros. A partir da versão SE, a central multimídia Sync 3 conta com comandos por voz.

As versões foram rebatizadas. A de entrada S mantém a motorização Duratec 2.5 de 167 cv de potência. Já as intermediárias SE, SEL e Titanium trocam a EcoBoost 2.0 turbo de 248 cv e 38 kgfm pela 1.5 turbo de 183 cv e 25,6 kgfm. Com foco na economia de combustível. A variante topo de linha Sport é equipada com o motor EcoBoost 2.7 V6 turbo de 330 cv. Há também a configuração híbrida equipada com o Duratec 2.0 de ciclo Atkinson e um motor elétrico, disponível em três versões.

Com exceção das variantes híbridas, equipadas com transmissão automática tipo CVT, as demais versões usam uma caixa automática com conversor de torque de seis marchas.

O Fusion 2019 deve chegar ao Brasil ainda este ano, uma vez que ele é fabricado no México e também comercializado nos Estados Unidos.

Fotos: Divulgação