A Volkswagen divulgou novas imagens e detalhes da Amarok 2017, que será apresentada no final do mês no Salão de Veículos Comerciais de Hannover, na Alemanha. A principal novidade será a oferta da motorização 3.0 V6 turbodiesel (o mesmo do SUV Touareg) em todas as versões da picape, substituindo o atual 2.0 biturbo envolvido no escândalo de fraudes nos testes de emissões nos Estados Unidos e Europa.

Conforme mostrado em maio, a Amarok teve o visual retocado na dianteira e no interior. A cabine ganhou materiais de melhor qualidade, o painel foi redesenhado e o volante é idêntico ao do Golf. As versões mais caras serão equipadas com central multimídia e ar digital de duas zonas.

Na Europa, o novo motor terá duas diferentes configurações: 204 cv e 224 cv (no Touareg a potência chega a 270 cv). A variante mais potente, que equipará a versão topo de linha Aventura, tem torque máximo de 56,1 kgfm e é capaz de levar a Amarok aos 100 km/h em apenas 7.9 segundos. Segundo a Volkswagen, o modelo tem velocidade máxima de 193 km/h.

A exemplo da motorização 2.0 biturbo de 180 cv, o propulsor V6 estará disponível com a transmissão automática de oito marchas e o sistema de tração integral 4Motion.

Em uma próxima etapa, o V6 turbodiesel terá uma variante de 163 cv para substituir de vez o 2.0 biturbo nas versões de entrada da picape no mercado europeu.

A Amarok Aventura (foto acima) será equipada com faróis bi-xenônio, rodas de liga leve de 20 polegadas, freios redimensionados a disco na quatro rodas, bancos de couro e sistema Park Pilot, que estaciona o veículo automaticamente. Na Alemanha, a versão topo de linha custará a partir de 46.525 euros (cerca de R$ 171.100 em conversão direta).

Entre as atualizações está o sistema de frenagem pós-colisão, que aciona os freios após um acidente para evitar o deslocamento da picape.

A versão intermediária Comfortline (204 cv) servirá de base para a variante Canyon (imagem abaixo), que terá visual com apelo off-road. A picape conta com pneus de uso misto, molduras plásticas nos para-lamas, rodas de 17 polegadas com desenho exclusivo, capota marítima, entre outros itens.

A Amarok reestilizada será fabricada na Argentina, onde já circula em testes e tem estreia prevista para outubro. É possível que o modelo seja mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, porém, só estrearia no Brasil no ano que vem. Na América do Sul, a picape deverá manter o motor 2.0 biturbo, oferecendo o V6 em configurações mais caras.

Fotos: Divulgação