A Land Rover submeteu o novo Discovery Sport a um teste nada convencional: rebocar três antigos vagões de trem – somados pesam 100 toneladas (peso equivalente a um Boeing 757 vazio) – por 10 quilômetros em uma ferrovia na Suíça, passando por uma ponte histórica sobre o rio Reno.

O Discovery Sport é equipado com o motor Ingenium 2.0 turbodiesel, que gera 180 cv de potência e 44 kgfm de torque, que permite ao SUV rebocar 2.500 quilos em uso normal. O Discovery Sport conta ainda com o Terrain Response (gerencia o acelerador, câmbio e tração de acordo com o terreno a ser enfrentado) e as assistência eletrônicas de reboque, como a All Terrain Progress Control (ATPC), uma tecnologia semiautônoma de direção off-road que controla automaticamente as forças de aceleração e frenagem durante a superação de um obstáculo. Segundo a Land Rover, as marchas reduzidas do câmbio automático de nove velocidades não foram utilizadas no teste.

Para o desafio, o SUV foi adaptado apenas com uma estrutura dotada de pequenas rodas semelhantes às dos trens para estabilizá-lo nos trilhos.

“Ao longo dos anos, introduzimos diversos recursos de reboque em nossos veículos para facilitar a vida dos nossos clientes. Eu já viajei a diversos lugares do mundo para testar Land Rovers nas mais severas condições, mas este teste de reboque foi o mais extremo que já participei”, disse Karl Richards, engenheiro-chefe de Sistemas de Controle de Estabilidade da Jaguar Land Rover.

Fotos: Divulgação