Para uma criança que ainda não se alfabetizou, uma simples carta não significa nada além de um papel com rabiscos. A sensação é quase a mesma para quem tentar ler o documento de um automóvel pela primeira vez. Com exceção de dados óbvios, como nome do proprietário e do veículo, os demais itens parecem ser apenas uma série de números e códigos.

Ocorre que esses dados precisam ser verdadeiramente compreendidos, principalmente no momento da compra de um usado. Nesta semana, apresento de forma simples o que significa cada um dos campos do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e do Documento Único de Transferência (DUT). Confira:

DUT – Documento para poder transferir o veículo para outra pessoa (Física ou Jurídica). Não tem porte obrigatório, e é recomendado que permaneça guardado em local seguro, para que seja utilizado no momento da venda.

Muitas das informações do DUT são similares às existentes no CRLV. Veja quais são as diferenças:

– NOME/ENDEREÇO – Além do nome, é informado o endereço completo do proprietário.

NOME ANTERIOR – Indica o nome do proprietário anterior, caso haja.

VERSO – Campo para preenchimento dos dados do comprador do veículo. Não é aceita qualquer rasura. Deve ser assinado pelo vendedor e pelo comprador do carro, com autenticação em cartório.

Felipe Carvalho é o primeiro caçador profissional de carros do Brasil. Acesse o site www.cacadordecarros.com.br e saiba mais. Inscreva-se no canal do Caçador de Carros no YouTube e curta a página de Felipe no Facebook.