A Chevrolet aproveitou do Salão do Automóvel de Bancoc, na Tailândia, para apresentar a reestilização do Trailblazer.

O principal objetivo é modernizar o Trailblazer, que continuará competindo com o novo Toyota SW4. Assim como qualquer reestilização, as mudanças se concentram na dianteira, com para-choque redesenhado, faróis mais estreitos que invadem a lateral do veículo e grade mais larga. Os faróis de neblina são maiores e, graças a uma moldura plástica, ajudam a deixar o SUV com visual mais agressivo.

A cabine ganhou novos materiais, aparentemente de qualidade superior, além da adoção da segunda geração da central multimídia MyLink. O equipamento possui tela tátil de sete polegadas com espelhamento para smartphones e compatibilidade com os sistemas CarPlay da Apple e Android Auto do Google. O recurso permitirá acessar aplicativos como o WhatsApp, Spotify e Google Maps, por exemplo. O Trailblazer também deve receber o serviço de concierge OnStar.

A traseira passou por mudanças sutis, principalmente nas lanternas e para-choques, além de ganhar novas linhas na tampa do porta-malas.

Mesmo sem a confirmação da Chevrolet sobre a estreia do Trailblazer no Brasil, há rumores que indicam que o lançamento acontecerá neste primeiro semestre. O modelo já foi visto rodando em testes no País ao lado da renovada picape S10, que também chegará em breve. Atualmente o SUV é oferecido no Brasil com os blocos 2.8 turbodiesel de 200 cv e o V6 3.0 de 277 cv, mas já especula-se que o 2.5 Ecotec Flex que rende 206 cv de potência máxima também entrará para a gama.

Fotos: Indianautosblog