15/03/2012 | 16:26
Canal de Comparativo / Teste

Caubóis do asfalto: Sandero Stepway x CrossFox

Versões com apelo aventureiro se enfrentam na pista e no dia a dia das vias mal conservadas

Autor: Carlos Guimarães/Foto: Leonardo Faria
  • Facebook Facebook
  • Twitter Twitter
  • Myspace Myspace
  • Orkut Orkut
  • Bookmarks Bookmarks
Página: Caubóis do asfalto: Sandero Stepway x CrossFox
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
Para enviar para mais de uma pessoa, separe os e-mail por ponto e vírgula
Seu Nome:
Seu Email:
Comentários:
Carsale - As versões aventureiras surgiram com visual de torcer o nariz, mas agora parecem ter atingido a maturidade. Antes com uma boa dose de acessórios, foram ficando mais comportadas ao longo do tempo. Prova disso são as atuais gerações de CrossFox e Sandero Stepway, sem quebra-mato, estribos exagerados e faróis demais, elas deixaram a aparência de pequenos tanques de guerra e passaram a ter certo charme.  Embora façam parte de uma fatia pequena do mercado, são bem-vindas em um país cujas ruas são mal conservadas, cheias de buracos, ou nem sequer foram pavimentadas.

O Renault foi renovado há menos de um ano e perdeu um pouco da sisudez da versão original. Ganhou proteção de plástico integrada à grade frontal, novas rodas com aro de 16 polegadas de diâmetro, para-choque dianteiro reestilizado e instrumentação com novo grafismo entre as principais novidades. Tem preço sugerido que parte de R$ 42.990, valor que dá direito a itens como ar-condicionado, computador de bordo e vidros elétricos dianteiros. Por R$ 44.490, o carro passa a ser equipado com sistema de som com os principais comandos próximos do volante, retrovisores elétricos, entre outros itens. Completo, inclusive com ABS, duplo airbag, o Stepway sai por R$ 46.990.



No caso do Volkswagen, os valores de tabela começam num patamar mais alto. Básico, o carro custa R$ 50.530. Apenas com a inclusão de ar-condicionado, o carro passa a custar R$ 53.365. Numa comparação com o rival da marca francesa, incluindo ainda o sistema de som com entrada USB e Bluetooth, a versão com apelo aventureiro do Fox não sai por menos de R$ 53.835, conforme o site da marca alemã. Tudo bem que o CrossFox tem estrutura e mecânica mais refinadas, mas a diferença de preços em relação ao Stepway são consideráveis. Além disso, o Renault evoluiu um pouco em alguns aspectos na linha 2012, o que inclui isolamento acústico e qualidade de acabamento interno, o que acrescenta uma ligeira vantagem na relação custo-benefício do Sandero.

Na pista de testes, a disputa foi equilibrada, conforme as medições do Instituto Mauá de Tecnologia. Apesar da relação peso-potência um pouco mais favorável (9,8 kg/cv ante 10,9 kg/cv), o Stepway ficou praticamente empatado com o CrossFox na prova de aceleração de 0 a 100 km/h (12,7 segundos ante 12,6 s do Volkswagen). Mas com um conjunto melhor acertado e cabeçote de oito válvulas (o Sandero é 16V), que favorece as respostas em baixa rotação, o Fox com apelo aventureiro se saiu melhor nas retomadas, ainda de acordo com os números do IMT.  Para ir de 60 a 120 km/h, em quarta marcha, precisou de 12,1 segundos, ante 13,3 s do concorrente da Renault. Ambos vêm com relações de marchas curtas, que procuram ajudar na agilidade, mas que mantêm a rotação do motor um pouco mais alta que o ideal nas viagens. No Stepway, a 120 km/h, o conta-giros aponta quase 3.800 rpm, ante 3.600 rpm do CrossFox.

No dia a dia, outra diferença clara entre os dois modelos fica por conta dos engates sempre precisos do Volkswagen. Embora tenha mostrado certa melhora, o câmbio do Renault ainda fica devendo uma trambulação que ajude a trocar as marchas com mais precisão, sem deixar a alavanca de mover à toa ao pisar no acelerador. Nas curvas, o volante de três raios do CrossFox é um pouco menor e tem melhor empunhadura, o que ajuda nas manobras, mas o do Stepway não chega a atrapalhar os movimentos, nem em trechos sinuosos. Outra vantagem do Renault em relação ao rival da Volkswagen é a maior facilidade de abrir a tampa do porta-malas, já que o polêmico estepe na traseira do CrossFox atrapalha essa operação e a visibilidade traseira. Se parar próximo de alguma parede, fica impossível acessar o compartimento de bagagem, menor que a do Sandero (320 litros, ante 260 do CrossFox).

Assim como o rival, o Stepway também vem com banco do motorista com regulagem de altura, retrovisores com bom ângulo de visão e faróis auxiliares de neblina como itens de série. Além disso, o espaço interno do Renault é um pouco maior, levando cinco ocupantes com mais conforto (entreeixos de 2,59 centímetros, ante 2,47 cm do rival). Se for viajar, é bom ficar atento à questão da autonomia. Levando em consideração os dados do IMT, ambos podem rodar 480 litros com um tanque de etanol na estrada, já que fazem 9,6 km/l na estrada e 6,8 km/l na cidade.

Como a maioria que compra esses aventureiros urbanos mora em grandes cidades, outro fator que pesa a favor do Stepway é o valor do seguro, bem mais em conta no caso do modelo da marca francesa. Em média, considerando como perfil padrão um homem casado, de 40 anos, que usa o carro para ir e voltar do trabalho e tem garagem coberta nos dois locais, os donos de Sandero pagam R$ 1.557,70 e R$ 2.587 de franquia enquanto que os de CrossFox desembolsam R$ 2.528,54 e R$ 2.821, respectivamente, segundo a cotação da Carsale Corretora de Seguros (11-3385-1800).






Veredicto


O Renault sai com uma vitória apertada na briga com o Volkswagen pelas consideráveis diferenças de custo que acabam compensando pequenas desvantagens técnicas e de desempenho do Stepway em relação ao CrossFox, que ainda tem um pouco menos espaço que o concorrente e fica praticamente empatado no consumo de combustível de acordo com os números do IMT.

 
Avaliação Carsale
Renault Sandero Stepway
Volkswagen CrossFox
Posição de Dirigir
Acabamento
Segurança
Estilo
Consumo
Custo/Beneficio
Itens de série
Espaço Interno
Desempenho
Ergonomia
Conjunto mecânico
Conforto
Avaliação Carsale
3,17
3,08
Publicidade
Veja abaixo a galeria de fotos:
 
Untitled Document
Ficha Técnica
Sandero Stepway
CrossFox
Motor
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16V, flex
Dianteiro, transveral, quatro cilindros el minha 8V, flex
Cilindrada (Cm³)
1598
1.598
Potência (Cv)
107 (G) e 112 (A) a 5.750 rpm
101 (G) e 104 (A) a 5.250 rpm
Torque (Kgfm)
15,1 (G) e 15,5 (A) a 3.750 rpm
15,4 (G) e 15,6 A) a 2.500 rpm
Câmbio
Manual, de cinco marchas
Manual de cinco marchas
Comprimento (m)
4,1
4,1
Largura (m)
1,75
1.66
Altura (m)
1,58
1,60
Entre-Eixo (m)
2,59
2,47
Peso (Kg)
1.117
1.130
Porta-Mala (l)
320
260
Suspensão
Independente, do tipo McPherson e Semi-independente com barra estabilizadora na traseira
Independente, do tipo McPherson
Freios
Discos ventilados no eixo dianteiro e a tambor no traseiro
Discos ventilados no eixo dianteiro e a tambor no traseiro
Tanque (l)
50
50
Preço (R$)
a partir de R$ 42.990
a partir de R$ 50.530
Publicidade
Veja Também:
Av do Estado, 5200, CEP: 01516-000, São Paulo - SP --- Copyright 2000-2013 Carsale.com.br - Todos os direitos reservados