A Champion Porsche, concessionária do estado da Flórida que mais vende carros da marca alemã nos Estados Unidos, terá de devolver mais de US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 9,1 milhões em conversão simples) a clientes que tiveram os seus depósitos bancários desviados por um ex-funcionário da loja que pegou o dinheiro e desapareceu sem deixar pistas.

Um processo movido em setembro contra Shiraaz Sookralli revelou que ele criou uma empresa fantasma chamada Champion Autosport para enganar os clientes da concessionária, convencendo-os a depositar o dinheiro dos sinais para a reserva dos carros na conta da falsa concessionária.

Roy Diaz, advogado da Champion Porsche, disse ao site Automotive News que a concessionária está finalizando os termos de acordo com os clientes e tentará recuperar o dinheiro desviado por Sookralli por meio de uma ação judicial pendente contra o ex-funcionário, sua esposa e a Champion Autosport.

Uma conta da falsa empresa foi bloqueada no banco Bank of America com um saldo de apenas US$ 40 (R$ 145). Os responsáveis pela concessionária lesada pediram à Justica norte-americana o bloqueio de mais quatro contas bancárias ligadas a Sookralli.

As autoridades locais continuam investigando o caso, mas ainda não encontraram Sookralli. A Champion Porsche disse que mantém contato com o ex-funcionário por e-mail.

Foto: Divulgação Porsche