Poderosa, segura e suntuosa, a nova limousine para uso do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi revelada ao público em Nova York. Tradicionalmente conhecida como “The Beast” (A Besta) ou Cadillac One, a limousine foi entregue à Casa Branca recentemente após cinco anos de desenvolvimento, substituindo o modelo usado desde 2009.

Segundo a Fox News, o contrato firmado entre a General Motors e o governo dos Estados Unidos em 2014 é de US$ 15,8 milhões (cerca de R$ 62,3 milhões) para a produção de pelo menos doze limousines.

Por medidas de segurança, foram desenvolvidos dois modelos Cadillac 2018 idênticos, que sempre rodam juntos para tentar dificultar e reduzir pela metade as chances de um ataque contra o presidente dos Estados Unidos.

Embora grande parte das especificações do veículo seja mantida sob sigilo pelo Serviço Secreto dos Estados Unidos, algumas características são conhecidas. A blindagem da carroceria é tão pesada a ponto de a General Motors montar o veículo de cerca de 5 toneladas sobre um chassi de caminhão.

Segundo rumores da imprensa norte-americana, a carroceria da limousine presidencial é protegida por uma camada de 20 centímetros de aço, titânico e cerâmica. As portas com vidros de 13 cm de espessura são tão pesadas quanto as de um Boeing 757. Toda essa proteção resiste desde a disparos de fuzis e metralhadoras a granadas e pequenos mísseis. O assoalho também é protegido para resistir a explosivos colocados sob o veículo.

Acredita-se também que a limousine seja equipada com suprimentos de oxigênio e reservas de sangue compatível com o do presidente para serem usadas em transfusões em casos extremos. O interior do veículo possui vedação resistente a armas químicas, biológicas e diferentes tipos de explosivos. Há ainda lançadores de gás lacrimogêneo na dianteira e pneus à prova de perfurações.

Por conta do peso do Cadillac The Beast, o motor V8 turbodiesel não permite a limousine atingir altas velocidades. Na geração anterior, o veículo presidencial acelerava de 0 a 100 km/h em 15 segundos e atingia velocidade máxima de 96 km/h (60 mph).

Imagens: Divulgação