Mercedes-Benz revela nova geração do GLE

Após vários teasers e flagras na Europa, a Mercedes-Benz finalmente resolveu revelar a nova geração do GLE. O modelo passa a oferecer opção de sete lugares, além de novos itens de tecnologia. As vendas começam em 2019 na Europa, enquanto o Brasil deve receber o modelo depois.

Em termos de design, o SUV mantém algumas características desde quando se chamava ML ou Classe M, entre elas a conexão entre a terceira janela lateral eo vidro traseiro, bem como a coluna C em forma de barbatana. O restante da carroceria conta com linhas inspiradas no novo Classe A, o que ajudou a baixar o coeficiente aerodinâmico de 0.32 para 0.29, segundo a marca essa é a melhor marca do segmento. O modelo também ganhou 8 cm de entre-eixos para melhorar o espaço para os passageiros.

O interior também ganhou itens dos últimos Mercedes-Benz lançados, incluindo o elétrico EQC. O painel ganhou a central multimídia MBUX de 12,3 polegadas que possui sistema de reconhecimento de voz e altera algumas configurações do veículo através das ordens do motorista. O painel de instrumentos também é digital com tela de 12,3 polegadas integrada à central. A cabine ainda ganhou uma faixa luminosa de LED acima do friso de madeira.

Ainda não foram reveladas especificações mecânicas, exceto da versão 450 4MATIC que conta com novo motor 3.0 de seis cilindros em linha. O motor é capaz de produzir 362 cv e 51 kgfm de torque associado a um sistema híbrido-leve que adiciona até 21 cv e 25,5 kgfm de torque em algumas situações. A transmissão é automática de nove marchas e a tração é integral. As versões diesel e híbrida plug-in serão divulgadas futuramente.

Entre os destaques tecnológicos estão o piloto automático adaptativo que agora é conectado à internet e possui funções que monitoram o tráfego à frente e diminui a velocidade do GLE caso haja trânsito a frente. O modelo também é praticamente autônomo em velocidades de até 65 km/h.

Redação: