A Ferrari agora pode se orgulhar de possuir os dois carros mais caros das histórias dos leilões. Uma 250 GTO de 1962 foi arrematada em Peeble Beach, na Califórnia, por US$ 48.405.000 ou R$ 197,4 milhões na conversão direta.

Curiosamente, o leilão do último fim de semana superou o de outra 250 GTO, que foi leiloada em 2013 por US$ 38 milhões, algo em torno de R$ 135 milhões. Apesar desses valores, uma unidade já foi vendida por US$ 80 milhões ou R$ 329 milhões em conversão direta, no entanto, a negociação foi direta, sem leilão.

A Ferrari 250 GTO 1962 leiloada em Peeble Beach é a de chassi número 3414 GT, portanto, a terceira de 36 unidades produzidas pela marca. A unidade também foi utilizada como veículo de teste pela marca na Ferrari e guiada pelo Campeão de Fórmula 1, Phil Hill.

A 250 GTO utiliza um V12 3.0 com 300 cv de potência a 7.400 rpm. A transmissão é manual de cinco velocidades. Segundo a Ferrari, a velocidade máxima é de 280 km/h.