A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) divulgou nesta sexta-feira (1º) os planos globais das marcas do grupo para os próximos cinco anos. Um dos destaques é o anúncio de um SUV compacto menor que o Jeep Renegade voltado aos mercados emergentes, que será fabricado no Brasil para ser comercializado na América Latina até 2022. A fábrica da Jeep em Goiana, Pernambuco, é o local mais cotado para produzir o novo modelo.

A imprensa especializada chegou a cogitar nos últimos meses que o “Baby Jeep” seria desenvolvido a partir da plataforma do Fiat Panda comercializado na Europa, uma vez que a estrutura do compacto pode receber a tração integral sistema que confere certa capacidade off-road, que garante a versatilidade característica dos modelos Jeep.

Mas é pouco provável que o novo SUV seja baseado no Panda. Para ter produção nacional, o modelo teria de ser feito em Goiana (PE) a partir de uma versão encurtada da plataforma que dá origem a Renegade, Compass e Fiat Toro.

Apesar da boa demanda dos SUVs e da picape no mercado brasileiro, a fábrica pernambucana ainda não opera em plena capacidade, podendo receber um quarto modelo. Segundo fontes ligadas à FCA, a planta de Goiana foi projetada para veículos de “porte maior que um carro compacto, pois os ganchos que suspendem as carrocerias na linha de montagem têm de servir em todos os modelos feitos no local”.

Para receber um carro de plataforma compacta, a fábrica teria de ser adaptada, o que interferiria na logística da unidade, aumentaria os custos de produção e, consequentemente, comprometeria a competitividade do modelo no mercado.

A produção do novo Jeep na fábrica da Fiat, em Betim (MG), também é praticamente improvável. A unidade está focada nos compactos de grande volume Argo, Mobi e Uno, além de atender a demanda da veterana picape compacta Strada e do sedã Grand Siena.

Fontes estrangeiras apostam em um carro de até 4 metros de comprimento (23 centímetros a menos que o Renegade) para atender a legislação indiana – que tributa os veículos pelo tamanho – para competir com crossovers derivados de compactos, como o Honda WR-V, por exemplo.

Motorizações
O Baby Jeep deve ser lançado por aqui com os novos motores turbo da família Firefly. O 1.0 de três cilindros de 120 cv é o mais cotado, mas é possível que também receba o 1.3 turbinado nas versões mais caras (com potência abaixo dos recém-divulgados 180 cv por questões de durabilidade e posicionamento de mercado).

Mais SUVs confirmados

Além do pequeno Jeep, a FCA vai lançar outros SUVs e crossovers na América Latina até 2022. A empresa, enfim, colocará a marca Fiat no segmento mais movimentado dos últimos anos com três modelos: a versão aventureira do Argo; um SUV compacto que pode ser o 500X (foto acima), baseado na plataforma do Renegade; um utilitário esportivo maior, de sete lugares (quem sabe a versão SUV da Toro). A Jeep terá ainda um inédito SUV de sete lugares.

Projeção: CarWale / Fotos Fiat Panda Cross e 500X: Divulgação