Apresentada há alguns dias, a Chevrolet S10 Midnight teve o preço sugerido de R$ 166.690 revelado na última sexta-feira (20). Levamos a picape à pista de testes e rodamos pouco mais de mil quilômetros em uma viagem pelo interior do estado de São Paulo para conhecer melhor a edição especial que estreia no Brasil na linha 2019 e chega às concessionárias em maio.

O modelo é basicamente a versão LT turbodiesel 4×4 (R$ 150.390) com acabamento da cabine escurecido e detalhes externos na cor preta inspirados na Colorado Midnight vendida nos Estados Unidos. Disponível apenas com a pintura metálica preto Ouro Negro, a picape traz a mesma tonalidade no revestimento do teto, nos emblemas (incluindo a gravata dourada da Chevrolet), na grade dianteira e nas rodas de liga leve de 18 polegadas. Já os faróis com iluminação diurna de LED e o santo-antônio integrado à caçamba foram herdados da versão topo de linha High Country (R$ 185.990).

A S10 Midnight é equipada de série com direção elétrica, ar-condicionado, bancos de tecido, volante com regulagem de altura revestido de couro, faróis de neblina, espelho interno antiofuscante, central multimídia MyLink compatível com smartphones Apple e Android, sensor de estacionamento traseiro, sistema OnStar de monitoramento e concierge, além de freios com ABS, controles eletrônicos de estabilidade e tração, alerta de pressão dos pneus e assistências de partida em rampas e de frenagem em descidas.

A única configuração mecânica disponível para a S10 Midnight é o motor de quatro cilindros de 2.8 litros turbodiesel de 200 cv de potência e 51 kgfm de torque, combinado ao câmbio automático de seis marchas e sistema de tração 4×4 com reduzida.

Apesar do visual intimidador, a S10 Midnight tem comportamento dinâmico idêntico ao das outras versões a diesel da picape média da Chevrolet. O modelo oferece bom nível de conforto em viagens longas e o conjunto mecânico é bastante competente para atingir e manter velocidades de cruzeiro sem esforço ou encarar trechos acidentados no fora-de-estrada. Em condições extremas, a tração 4×4 pode ser acionada no botão giratório no console central. Rodando com a picape em rodovias, o câmbio automático aproveita bem o torque abundante do motor, mantendo a sexta marcha engatada até mesmo em retomadas. Em situações mais severas, como ultrapassar uma fila de caminhões numa subida, a caixa trabalha as reduções com uma suavidade parecida com a das transmissões de alguns carros de passeio.

Na pista de testes do Instituto Mauá de Tecnologia, a S10 Midnight cravou 10,47 segundos no teste de aceleração de 0 a 100 km/h, precisando de 52,8 metros para frear totalmente. Já as médias de consumo de diesel foram de 8,1 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada.

A picape acomoda bem cinco pessoas, embora o espaço para as pernas de quem viaja no banco traseiro não seja dos mais generosos – além disso, o passageiro do meio não conta com apoio de cabeça. Ainda assim, o conforto em viagens é favorecido pelas suspensões bem calibradas, que equilibram bem a capacidade de absorver impactos sem comprometer a estabilidade em velocidades de estrada. Apesar das rodas de diâmetro maior, calçadas em pneus de uso misto, o isolamento acústico filtra bem os ruídos de rodagem e também do motor a diesel.

E já que se trata de uma edição especial, bem que a GM poderia ter incluído a central multimídia MyLink com tela de 8 polegadas e mais recursos oferecida a partir da versão LTZ. E a ausência da câmera de ré é sentida na hora de manobrar um veículo de 5,36 metros em garagens apertadas e, principalmente, em locais onde possam ter crianças pequenas e animais, que ficam encobertos pela tampa da caçamba.

A edição especial traz a força e robustez, entre outras qualidades da S10, numa roupagem que chama a atenção por onde passa. Mas itens, como a já citada câmera de ré, bancos de couro e até faróis com acendimento automático, poderiam compor o pacote de equipamentos de série de um veículo de quase R$ 170 mil.

Fotos: Fabio Gonzalez (Divulgação GM)

Teste Carsale-Mauá
 
Consumo cidade8,1 km/l
Consumo estrada12,8 km/l
0 a 60 km/h4,45 segundos
0 a 100 km/h10,47 segundos
0 a 120 km/h14,90 segundos
Retomada 40 a 100 km/h7,91 segundos
Retomada 80 a 120 km/h7,79 segundos
Aceleração em 400 metros17,40 segundos - 128,87 km/h
Aceleração em 1000 metros32,07 segundos - 161,32 km/h
Frenagem 100 a 0 km/h52,8 metros

Ficha técnica
 
CarroceriaEm aço, quatro portas, cinco lugares e caçamba montadas sobre chassi de longarinas de aço
MotorDianteiro, longitudinal, injeção direta, turbocompressor, intercooler, duplo comando de válvulas acionado por correia dentada, a diesel
Número de cilindros4 em linha
Número de válvulas16 (quatro por cilindro)
Taxa de compressão16,5:1
Cilindrada2.776 cm³
Potência 200 cv a 3.600 rpm
Torque51 kgfm a 2.000 rpm
TransmissãoAutomática de seis marchas
TraçãoTraseira e 4x4 com reduzida
DireçãoElétrica
Suspensão dianteiraIndependente, braços sobrepostos
Suspensão traseiraEixo rígido com feixes de molas
Pneus e rodas 265/60 R18, liga leve 18"
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosTambores com ABS e EBD
Tanque de combustível 76 litros
Volume da caçamba1.061 litros
Altura1,78 m
Comprimento5,36 m
Largura1,87 m (sem espelhos)
Entre-eixos 3,09 m
Peso em ordem de marcha2.016 kg
Carga útil1.134 kg
Vão livre do solo22,8 cm
Ângulo de entrada30,7º
Ângulo de saída16,1º
Ângulo central25,7º