Lançado em 2013, o Citroën C4 Lounge chegou à linha 2019 com pequenas mudanças visuais e de conteúdo para tentar aumentar em cerca de 40% a sua participação no segmento de sedãs médios. A motorização 1.6 THP com câmbio automático de seis velocidades foi mantida como padrão em todas as versões: Feel (R$ 93.920) e Shine (R$ 102.790). Há ainda a Live, para pessoas com deficiência (PcD) e vendas diretas por R$ 69.990 (veja os principais equipamentos de série de cada versão no final da matéria).

A principal mudança está na dianteira, que ganhou novos faróis e grade redesenhada. Segundo a Citroën o novo para-choque foi projetado com ângulo de ataque ligeiramente maior para encarar melhor lombadas e valetas, condições de rodagem encontradas na América Latina. Na traseira a única alteração são as lanternas com iluminação de LED.

Por dentro, o sedã ganhou um novo quadro de instrumentos digital e a central multimídia com tela de tátil de 7 polegadas. O equipamento, compatível com os sistemas Android Auto e Apple Car Play, permite espelhar smartphones e ainda abriga os comandos do ar-condicionado de duas zonas a partir da versão Feel, uma vez que o espaço dos botões físicos deu lugar a um porta-objetos. Os bancos receberam novo revestimento de espuma e o isolamento da cabine foi revisto para melhorar o conforto acústico.

Em termos de dirigibilidade, o C4 Lounge manteve o rodar confortável e o desempenho mais condizente com a proposta de um sedã médio do que os rivais que ainda utilizam motores aspirados. Com quatro adultos a bordo e bagagem, os 166 cv de potência e 24,5 kgfm de torque do motor 1.6 dotado de turbocompressor e injeção direta deram conta de garantir ultrapassagens seguras e retomadas ágeis durante o teste em rodovias argentinas (em alguns trechos a velocidade máxima permitida é de 130 km/h), apesar dos mais de 1.400 kg do sedã. De acordo com os dados de fábrica, o C4 Lounge acelera de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e atinge a velocidade máxima de 215 km/h, quando abastecido com a gasolina pura vendida na Argentina. Com etanol, o carro comercializado no Brasil rende até 173 cv e chega aos 100 km/h em 8,9 segundos.

Com o modo Eco ativado (a única novidade mecânica na linha 2019), a caixa automática da Aisin antecipa as trocas de marchas a rotações mais baixas para favorecer o consumo de combustível. Mas a transmissão manteve o modo esportivo, cuja programação executa as mudanças de velocidade a giros mais altos priorizando o desempenho.

As únicas ressalvas nesta atualização do C4 Lounge ficam para o volante de diâmetro exagerado, que foi mantido, e o novo painel de instrumentos digital. O equipamento não tem uma leitura das mais intuitivas e algumas informações, como o computador de bordo, aparecem pequenas na tela. O conta-giros tem escala de 500 em 500 rpm, o que não é muito preciso.

O C4 Lounge continua sendo um bom produto em termos de conteúdo, conforto e desempenho, mas poderia ter uma política de preços mais agressiva para tentar atrair alguns dos clientes potenciais dos sedãs da concorrência.

C4 Lounge Live (R$ 69.990): direção elétrica, volante com ajustes de altura e profundidade, ar-condicionado digital de duas zonas, central multimídia, piloto automático, assistência de partida em rampa, airbags frontais, controle de estabilidade, faróis de neblina com foco direcional, alarme perimétrico e volumétrico, rodas de liga leve de 16 polegadas, entre outros.

C4 Lounge Feel (R$ 93.920): adiciona ao pacote anterior os airbags laterais, bancos e volante revestidos de couro, faróis com acendimento automático, sensor de chuva, retrovisor interno antiofuscante, câmera de ré, navegação por GPS, comandos do ar-condicionado na central multimídia, apoio de braço no banco traseiro e rodas aro 17.

C4 Lounge Shine (R$ 102.790): itens da versão Feel, mais faróis full LED, airbags de cortina, teto solar elétrico e rodas de 17 polegadas com acabamento diamantado.

Viagem a convite da Citroën
Fotos: Divulgação

Ficha técnica
 
CarroceriaMonobloco em aço, cinco portas, cinco lugares
MotorDianteiro, transversal, turbocompressor, injeção direta de combustível, duplo comando variável de válvulas, a gasolina e/ou etanol
Número de cilindros4 em linha
Número de válvulas16
Taxa de compressão10,2:1
Cilindrada1.598 cm³
Potência 166/173 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)
Torque24,5 kgfm a 1.400 rpm
TransmissãoAutomática de seis marchas
TraçãoDianteira
DireçãoElétrica
Suspensão dianteiraIndependente McPherson com molas helicoidais
Suspensão traseiraEixo rígido com molas helicoidais
Pneus e rodas225/45 R17, liga leve 17"
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosDiscos sólidos com ABS e EBD
Tanque de combustível 60 litros
Volume do porta-malas 450 litros
Altura1,50 m
Comprimento4,62 m
Largura1,78 m
Entre-eixos 2,71 m
Peso em ordem de marcha1.425 kg
0 a 100 km/h 8,9/9,2 segundos (gasolina/etanol)
Velocidade máxima215 km/h