A Jaguar apresentou nesta quinta-feira (1º), na Áustria, o primeiro carro elétrico de seus mais de 80 anos de história. Desenvolvido no Reino Unido e fabricado na cidade austríaca de Graz em parceria com a Magna Steyr, o I-Pace estreia como o mais novo modelo da família de SUVs da marca inglesa.

Para celebrar o momento histórico, a marca colocou o I-Pace para enfrentar os também elétricos Tesla Model X 75 e 100D em um desafio de aceleração de 0 a 96 km/h, realizado na Cidade do México – palco da próxima etapa da Fórmula E neste final de semana. O evento contou com a presença do piloto brasileiro Tony Kanaan a bordo dos modelos da Tesla e do neozelandês Mitch Evans ao volante do I-Pace.

O I-Pace combina a versatilidade de um SUV com amplo espaço interno (o porta-malas acomoda 656 litros de bagagem), design moderno e tecnologia avançada. O modelo é equipado com uma bateria de íons de lítio de 90 kWh formada por 432 células e ampla capacidade térmica.

O componente alimenta dois motores elétricos (um em cada eixo), que gera uma potência combinada de 394 cv e 71 kgfm de torque instantâneo para tracionar as quatro rodas do veículo e proporcionando uma aceleração de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos.

Um carregador de 100 kW permite recarregar até 80% da bateria em até 40 minutos. Em uma tomada doméstica de 7 kW, essa recarga leva cerca de 10 horas. Com a carga completa, a bateria tem autonomia de aproximadamente 480 quilômetros.

O I-Pace também permite ao motorista escolher os níveis da frenagem regenerativa para favorecer a recarga da bateria e otimizar o alcance do carro. Quando selecionado, o modo regenerativo permite a condução com um único pedal, uma vez que a velocidade do veículo é reduzida conforme o condutor alivia a pressão no acelerador.

Entre os opcionais, o I-Pace pode receber um sistema de suspensão pneumática, que rebaixa o carro em 10 milímetros em velocidade acima dos 105 km/h – contribuindo para a estabilidade e redução do arrasto aerodinâmico.

Fotos: Divulgação