Bonito e “barato”, Fiat Cronos promete dar trabalho ao líder Chevrolet Prisma

Após a Fiat finalmente revelar todos os detalhes e preços do inédito Cronos, na última quarta-feira (21), tivemos um breve contato com a versão intermediária Drive 1.3 com câmbio manual de cinco marchas (a partir de R$ 55.990). Durante a avaliação, constatamos que o Cronos está mais para concorrente do Chevrolet Prisma que rival do também recém-lançado Volkswagen Virtus.

+ Veja aqui as especificações, equipamentos e preços de todas as versões do Fiat Cronos

Para começar, o Cronos se difere do Argo pelo desenho exclusivo da dianteira. Para-choque e grade e capô foram retocados para transmitir uma aparência mais esportiva, segundo a Fiat. As lanternas de LED da versão topo de linha Precision 1.8 o deixam ainda mais sofisticado em relação com o hatch.

Em termos de conforto e dirigibilidade, o sedã é praticamente idêntico ao Argo, uma vez que o entre-eixos de 2,52 metros foi mantido (mesma medida do líder do segmento Chevrolet Prisma, porém, bem menor que os 2,65 m do Virtus). As dimensões da cabine são as mesmas do hatch, ainda que a Fiat tenha recuado o banco traseiro em 1 cm. De acordo com a fabricante, o Cronos não teve o entre-eixos alongado para não comprometer o espaço para as pernas e cabeça dos ocupantes traseiros por conta da curvatura do teto, uma vez que o banco teria de ficar muito inclinado para acomodar os passageiros. Mas o destaque do sedã é o ótimo porta-malas de 525 litros, que supera em 25 litros o compartimento do Prisma e em 4 litros o bagageiro do Virtus.

O Cronos Drive 1.3 é um carro agradável de guiar no trânsito urbano por conta da direção elétrica leve e comunicativa e da boa disponibilidade dos 13,7/14,2 kgfm de torque do motor de 101/109 cv de potência a giros baixos (gasolina/etanol). O sedã embala com facilidade, enfrentando subidas e fazendo retomadas com segurança. As suspensões, firmes para um Fiat, conferem comportamento equilibrado em curvas e mudanças bruscas de direção sem comprometer o conforto dos passageiros em pisos esburacados.

O câmbio manual de cinco velocidades tem escalonamento adequado para a proposta do carro e quase não exige reduções de marchas no uso urbano. A alavanca tem engates mais precisos que o dos outros modelos da Fiat, ainda que o curso ainda seja mais longo que o da caixa de seis velocidades do Prisma, por exemplo.

Para chegar ao preço anunciado, o Cronos Drive 1.3 perdeu alguns itens em relação à mesma configuração do Argo. O sistema Start & Stop, por exemplo, só está disponível a partir da versão Drive 1.3 GSR com câmbio automatizado. Segundo a Fiat, o recurso não é tão desejado pelos consumidores e o pacote oferecido atende o que o mercado espera do modelo.

Apesar da falta do sistema que desliga e religa o motor em breves paradas para economizar combustível, o Cronos tem três trunfos para manter o baixo consumo aferido no Argo: o primeiro deles é o motor Firefly com até 109 cv e 14,2 kgfm de torque, que garantiu ao hatch boas marcas nos testes feitos pelo Instituto Mauá de Tecnologia em 2017; o segundo é a melhora no coeficiente aerodinâmico por conta do terceiro volume da carroceria e o baixo peso de 1.139 kg. Apesar dos 36 cm extras no comprimento, o Cronos é 1 kg mais leve que o Argo devido a estrutura e suspensões exclusivas.

Por fim, fica a sensação que o Cronos tem condições de brigar com o Chevrolet Prisma pela liderança do segmento de sedãs compactos sem se preocupar com o andar de cima, onde o primeiro posto será disputado pelos consagrados Chevrolet Cobalt e Honda City contra os novatos Volkswagen Virtus e Toyota Yaris (este chegará apenas no segundo semestre).

Teste-drive e viagem a convite da Fiat
Fotos: Divulgação

Ficha técnica

Fiat Cronos Drive 1.3
 
 
CarroceriaMonobloco em aço, cinco portas, cinco lugares
MotorDianteiro, transversal, injeção multiponto sequencial, comando de válvulas simples no cabeçote acionado por corrente, variador de fase, a gasolina e/ou etanol
Número de cilindrosQuatro em linha
Número de válvulas8 (duas por cilindro)
Taxa de compressão13,2:1
Cilindrada1.332 cm³
Potência 101 cv/109 cv a 6.250 rpm (gasolina/etanol)
Torque13,7/14,2 kgfm a 3.500 rpm (gasolina/etanol)
TransmissãoManual de cinco marchas
TraçãoDianteira
DireçãoElétrica
Suspensão dianteiraIndependente tipo McPherson
Suspensão traseiraSemi-independente
Pneus e rodas185/60 R15, rodas de liga-leve de 15 polegadas

Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosTambores com ABS e EBD
Tanque de combustível 48 litros
Volume do porta-malas 525 litros
Altura1,50 m
Comprimento4,36 m
Largura1,72 m
Entre-eixos 2,52 m
Peso em ordem de marcha1.139
Renan Rodrigues: Jornalista e palmeirense, Renan Rodrigues de Oliveira, em alusão ao colega de profissão Nelson, prefere usar o primeiro sobrenome. Versátil, Renan fotografa, filma, ilustra, edita vídeo e áudio e se arrisca nas redes sociais. Acompanha em cima os lançamentos do mundo automotivo, prefere os compactos com vocação esportiva, mas pilota até carrinho de mão, se necessário.